Províncias

Menongue constrói centro para dependentes de álcool

Carlos Paulino

Um centro com capacidade para internar 200 dependentes de álcool vai ser construído brevemente na sede comunal do Missombo, município de Menongue, anunciou a vice-governadora para o sector Político, Social e Económico.

Fotografia: Nicolau Vasco | Edições Novembro

Sara Mateus fez este anúncio no final da visita que efectuou ao actual centro de reabilitação com capacidade de internamento de 30 doentes, afecto à Cruz Azul de Angola (CAA), que funciona em regime provisório no bairro Castilho, arredores de Menongue.
Devido à demanda, o referido centro regista uma superlotação de 80 pacientes das províncias de Luanda, Cuanza-Sul, Benguela, Huambo, Bié, Huíla, Moxico, Cunene e Cuando Cubango.
A governante disse que já existe um espaço reservado na comuna do Missombo para a construção do novo centro de reabilitação e, neste momento, o Governo da província está a mobilizar os recursos financeiros para o início das obras.
“Queremos dar todo o apoio necessário à Cruz Azul de Angola, para que possamos recuperar milhares de pessoas que se encontram mergulhadas no mundo do álcool e das drogas, ” disse.
O director da referida instituição, Aires Manuel, regozijou-se com o anúncio da construção de um novo centro, que vai permitir reabilitar muitos adolescentes e adultos provenientes de várias províncias do país. />“Já entregámos o projecto da construção do novo centro ao Governo da província e neste momento aguardamos com muita expectativa que a sua efectivação seja uma realidade nos próximos dias”, disse.
A actual instituição está a funcionar regularmente, mas a procura é grande e a capacidade dos dormitórios não satisfaz, razão pela qual alguns pacientes dormem no salão de cultos.
“Precisamos de uma infra-estrutura física onde se possa exercer actividades de formação de artes e ofícios, exercícios físicos ou desporto, para a própria sustentação e a rápida reintegração social dos pacientes, depois de serem reabilitados”, defendeu.
Aires Manuel revelou que, desde a inauguração em Se-tembro de 2016, o centro de Menongue reabilitou mais de 100 adolescentes e adultos das províncias do Cuando Cubango, Uíge, Bié, Huíla, Benguela, Huambo, Moxico e Cuanza-Sul.
O programa de reabilitação tem a duração de seis me-ses, com tratamento médico e acompanhamento psicológico.

Tempo

Multimédia