Províncias

Menongue tem meio século

Manuel Pascoal| Menongue

Menongue, capital da província do Kuando-Kubango, assinalou, quinta-feira, 49 anos desde que ascendeu à categoria de cidade, em 1961. Anteriormente chamava-se vila de Serpa Pinto.

Menongue, capital da província do Kuando-Kubango, assinalou, quinta-feira, 49 anos desde que ascendeu à categoria de cidade, em 1961. Anteriormente chamava-se vila de Serpa Pinto.
O dia 21 de Outubro passou a ser comemorado desde 1961 como Dia da Cidade de Menongue, pelo facto de o rei Mwene Vunongue, fundador da mesma, ter instituído a data para simbolizar a deslocação dos responsáveis dos reinos dependentes para o pagamento do tributo.
O acto de abertura das comemorações foi presidido pelo governador provincial do Kuando-Kubango, Eusébio de Brito Teixeira, que disse que a cidade de Menongue era considerada terra do "Fim do Mundo", devido a distância e a complexidade territorial, mas, com os ganhos da paz, nos últimos oito anos tem mostrado algum desenvolvimento, como a reabilitação do caminho-de-ferro do Namibe, estradas, pontes, rede de esgoto para o saneamento básico, novos passeios, pavimentos, lancis e a construção de casas, escolas, centros e postos de saúde.
A construção de chafarizes, o melhoramento da distribuição e abastecimento de água potável e de energia eléctrica, bem como a colocação de postes de iluminação, têm contribuído para o bem-estar das populações.
Eusébio de Brito pediu aos jovens e a sociedade em geral mudança de  consciência, observância dos valores éticos, morais e cívicos, com vista a pôr fim aos males que têm afectado a juventude, com realce para a delinquência juvenil, o consumo exagerado de álcool e o uso de drogas. O governante apontou ainda a falta de responsabilidade de alguns cidadão que insistem em construir desordenadamente em locais reservados pelo Estado, principalmente nos arredores do aeroporto "Comandante Kwenha", pondo em risco as suas próprias vidas.
O administrador municipal de Menongue, João Chamba, explicou que foram montadas barracas para a venda de comes e bebes no espaço localizado nas proximidades do aeroporto, onde está exposta a feira agrícola, de artesanato e de calçado.
Alberto Paulo, funcionário público residente na cidade de Menongue há 10 anos, disse que o actual quadro socioeconómico da região é totalmente diferente em relação aos últimos anos. "Já é visível um nível de desenvolvimento, com a reabilitação de infra-estruturas e estradas, que vão permitir a circulação de pessoas e bens".
"A cidade de Menongue cresceu muito em termos populacionais e este facto justifica as mudanças, embora haja ainda algumas dificuldades no que toca à distribuição de água e fornecimento de energia eléctrica, mas com empenho do executivo local estes problemas serão ultrapassados", disse Alberto Paulo.
O programa das festas da cidade incluiu uma prova de ciclismo, partida de xadrez e espectáculos músico-culturais, animados por artistas locais.

Tempo

Multimédia