Províncias

Milhares de bovinos são vacinados na província

WEZA PASCOAL |MENONGUE

Mais de 200 mil doses de vacinas diversas estão disponíveis na província do Cuando Cubango para o início, nos próximos dias, da campanha de vacinação da população bovina em todo o território da região, assegurou ontem o chefe de departamento interino dos Serviços de Veterinária.

Na província existem apenas quatro mangas de vacinação e tanques banheiros número considerado insuficiente para as campanhas de imunização
Fotografia: NICOLAU VASCO|EDIÇÕES NOVEMBRO |MENONGUE

Benedito Isaac garantiu que estão preparadas na província 61.800 doses de vacinas contra a dermatite nodular, 61 mil de peripneumonia contagiosa bovina, 60 mil de carbúnculo sintomático e 56 mil doses de hemático.
O responsável informou que as doses de vacinas estão já preparadas, restando somente aguardar pelo arranque da campanha de vacinação, que está dependente de meios de transporte para a deslocação dos técnicos aos municípios e por falta de logística. Sublinhou que, em função disso, não há outra saída senão mesmo esperar até que o governo da província ou a Direcção Nacional dos Serviços de Veterinária criem as condições.  

Falta de viaturas

“A campanha de vacinação é extensiva a todos os municípios, mas, infelizmente, estamos  condicionados, porque as viaturas que possuímos não conseguem atingir as localidades do interior da província, dado o estado das vias, sobretudo neste período de chuva”, lamentou. O responsável lamentou o facto de a nível da província existirem apenas quatro mangas de vacinação e tanques banheiros, sendo dois no município de Menongue, um no Cuchi e igual número no Cuangar, mas ainda insuficientes para fazer face às campanhas de imunização que são realizadas na região.
Nesta perspectiva, apelou ao governo da província no sentido de construir mais mangas de vacinação e tanques banheiros definitivos. Lembrou que em outras localidades os lagos são improvisados, o que tem dificultado o trabalho dos técnicos veterinários.Os Serviços de Veterinária a nível da província contam apenas com 20 técnicos, incluindo o pessoal administrativo e auxiliares, que tudo têm feito para manter o funcionamento normal das suas actividades.
O chefe de departamento interino dos Serviços de Veterinária disse esperar que os criadores de gados levem os seus animais para serem vacinados durante a campanha, apesar de reconhecer que nem todos o fazem, situação que tem preocupado a  instituição, por contribuir negativamente para o contágio de muitas doenças.       

Animais de estimação

Os Serviços de Veterinária vacinaram contra a raiva no município sede da província, entre os meses de Fevereiro e Março deste ano, 1.882 animais de estimação, dos quais 1.768 cães, 78 gatos e 36 macacos.
O responsável pelos serviços veterinários, Benedito Isaac, disse que, por falta de condições para a conservação das vacinas, meios de transporte e logística, não foi possível realizar a campanha de vacinação contra a raiva nos restantes municípios da província: Cuito Cuanavale, Cuchi, Mavinga, Rivungo, Dirico, Cuangar, Nancova e Calai.
 A campanha realizada em Menongue decorreu sem sobressaltos e contou com a participação de cinco técnicos veterinários e mais de 20 alunos finalistas do Instituto Médio Agrário.

Tempo

Multimédia