Províncias

Milhões de Kwanzas em projectos sociais

Carlos Paulino | Menongue

Mais de nove mil milhões de kwanzas foram gastos durante o primeiro semestre deste ano, pelo Governo da província do Kuando-Kubango, em projectos sociais nos municípios de Menongue, Mavinga, Cuito Cuanavale, Calai, Dirico, Nankova, Cuchi, Dirico e Cuangar.

O facto foi avançado sexta-feira, na cidade de Menongue, pela directora provincial do Gabinete de Planeamento e Estudos (GPE), Bernadeth Rodrigues, no final da 2ª reunião ordinária do Governo da província, orientada pelo governador Higino Carneiro, e que teve como principal enfoque a apresentação do relatório orçamental do primeiro semestre deste ano.
Bernadeth Rodrigues explicou que a província recebeu este ano, do Orçamento Geral do Estado (OGE), mais de 14 mil milhões kwanzas, dos quais 63 por cento já foram gastos, com maior incidência na construção e reabilitação de escolas, postos de saúde, fornecimento de energia eléctrica e água potável, habitação e infra-estruturas administrativas, em fase de acabamento, bem como na aquisição de inputs agrícolas.
Apesar do programa de combate à fome e pobreza não ter atingido os 50 por cento de execução a nível do Kuando-Kubango, tudo está a ser feito para que o mesmo conheça um ritmo acelerado, com vista a colmatar as dificuldades no interior da província, onde a população ainda vive uma acentuada escassez de bens e serviços.

Fórum internacional
/> 
Bernadeth Rodrigues disse que a reunião abordou ainda a preparação do primeiro fórum económico internacional que a cidade de Menongue vai acolher, de 12 a 13 de Setembro, e que prevê a participação de empresários nacionais e estrangeiros.
A directora provincial do GEP fez saber que neste momento estão criadas todas as condições técnicas e humanas para a realização deste fórum, que vai contar com um número significativo de empresários dos países membros do Projecto Transfronteiriço de Conservação Ambiental Okavango/Zambeze, denominado KAZA, nomeadamente de Angola, Zimbabwe, Namíbia, Botswana e Zâmbia.
“Este é um fórum que vai ser uma mais-valia para impulsionar a implementação do projecto KAZA e elevar o nome da província do Kuando-Kubango, que deixou de ser chamada terras do fim do mundo e passou a chamar-se terras do progresso”, destacou a directora provincial do GEP .
Bernadeth Rodrigues explicou que neste fórum económico o Governo da província do Kuando-Kubango vai apresentar o grande potencial que a região detém para futuros investimentos nos sectores agro-pecuário e do turismo.

Tempo

Multimédia