Províncias

Mulheres do meio rural aprendem a fazer sabão

Carlos Paulino | Menongue

Um grupo de 30 mulheres da aldeia do Canhongo está inserido num projecto-piloto de produção de sabão, no quadro do programa do Executivo de apoio à mulher rural.

Sabão é produzido com óleo de palma
Fotografia: Maria Augusta

Para tal, participaram numa formação de cinco dias sobre as técnicas de produção manual de sabão, uma acção promovida pela Organização Não-Governamental Kapilongo, em coordenação com o Ministério da Família e Promoção da Mulher (MINFAMU).
O sabão, ao qual foi dado o nome de “Kapilongo”, é produzido com fuba de milho, óleo de palma, soda e água quente. Estes produtos são misturados numa bacia ou em outro recipiente durante uma hora e depois é deixado 24 horas em repouso, para o sabão endurecer para poder ser usado.
A directora provincial da Família e Promoção da Mulher, Florinda Katongo, disse que esta iniciativa é um valor acrescentado e um motor para o desenvolvimento económico e social das mulheres rurais, que considerou de verdadeiras batalhadoras.  O fabrico do detergente vai permitir às mulheres angariarem fundos para o sustento das famílias e garantir higiene aos filhos. Por este facto, a directora da Família e Promoção da Mulher garantiu que este projecto vai abranger os nove municípios da província do Cuando Cubango. A promoção de um desenvolvimento real no campo depende, sobretudo, da capacidade de dotar as populações de conhecimentos básicos que permitam compreender as tecnologias e as técnicas de produção mais avançadas, e garantir o acesso à alfabetização e à escolarização, para elas serem mais independentes na sua forma de pensar e de agir, realçou Florinda Katongo.

Tempo

Multimédia