Províncias

Mulheres Khoisan aprendem a fabricar sabão caseiro

Carlos Paulino | Menongue

Um grupo de 128 mulheres, com destaque para membros da comunidade khoisan da localidade do Bimbi, a cerca de 70 quilómetros da cidade de Menongue, está em melhores condições para produzir o sabão caseiro, depois de beneficiar de formação.

O objectivo do programa é o aumento da renda familiar
Fotografia: Carlos Paulino | Edições Novembro

Na formação, as mulheres aprenderam a aproveitar  o óleo de soja já utilizado ou queimado, que é, às vezes, deitado  fora, por ser considerado lixo e poluir o meio ambiente.
A directora nacional do Instituto de Gestão Ambiental, Joana Bernardo, que orientou a formação, explicou que o sabão caseiro é feito com óleo soja ou de palma, fuba de milho, soda cáustica e água e é 100 por cento ecológico, natural e biodegradável. A responsável disse que este projecto consta do Programa do Executivo de Combate à Pobreza e está a ser implementado pelo Ministério da Família e Promoção da Mulher (MINFAMU), em parceira com a congénere do Ambiente.
Joana Bernardo avançou que o principal objectivo é de reduzir de forma gradual a quantidade de óleo que é deitado para o lixo, no sentido de se fazer um melhor aproveitamento do produto usado na fritura da carne, peixe e batata. Joana Bernardo sublinhou que a formação sobre o fabrico de sabão caseiro é destinada fundamentalmente para mulheres rurais e periurbanas, que são aconselhadas a usarem também plantas aromáticas no sentido de tirar o cheiro de óleo de soja queimado ou já usado.
Salientou que o projecto já  beneficiou mais de 2.300.000 mulheres.

Tempo

Multimédia