Províncias

Ninguém mata paquidermes e faz festa!

O envolvimento do Serviço de Investigação Criminal (SIC) no combate à caça furtiva no Cuando-Cubango mostra bem a seriedade que as autoridades angolanas dão ao assunto.

Ainda bem que é assim, porque a caça ilegal é crime e tem de ser combatido como tal, sob pena de as autoridades perderem o controlo. A detenção e condenação de quatro caçadores furtivos de Angola, Namíbia e Zâmbia pelo abate de 42 elefantes já é fruto deste trabalho louvável das autoridades que tem de continuar.

Tempo

Multimédia