Províncias

Novo director da Justiça promete mais tribunais

O novo director da Justiça no Kuando-Kubango, Carlos José, definiu segunda-feira como prioridades a criação de condições de acomodação dos magistrados e a expansão dos tribunais aos municípios de Menongue, Mavinga, Cuito Cuanavale, Kuchi, Calai e Cuangar, empreitadas que vão ser executadas através do plano de acção do sector.

O novo director da Justiça no Kuando-Kubango, Carlos José, definiu segunda-feira como prioridades a criação de condições de acomodação dos magistrados e a expansão dos tribunais aos municípios de Menongue, Mavinga, Cuito Cuanavale, Kuchi, Calai e Cuangar, empreitadas que vão ser executadas através do plano de acção do sector.
Carlos José fez estas declarações na cerimónia de tomada de posse no cargo, depois de ter sido apresentado pelo governador do Kuando-Kubango, Eusébio de Brito Teixeira, aos membros do executivo provincial, entre outros convidados.
 Segundo o director da Justiça no Kuando-Kubango, a tomada de posse no cargo significa muita responsabilidade e grandes desafios, tendo adiantado que, dentro do programa do governo, o seu sector tem prioridades direccionadas para a criação de condições de acomodação dos magistrados, psico-laborais, entre outras, para que estes exerçam condignamente as suas funções.
Actualmente, as condições de funcionalidade dos magistrados não são das mais adequadas, uma vez que apenas existe uma pequena sala para sessões de julgamentos, gabinetes inadequados para a prestação desejada dos magistrados, além do tecto do tribunal se encontrar em mau estado.

Tempo

Multimédia