Províncias

Obras ficam concluídas ainda este mês

Weza Pascoal| Rivungo

Um canal fluvial sobre o rio Cubango, no município do Rivungo, província do Cuando Cubango, é aberto nos próximos dias, para facilitar a circulação de pessoas e bens e ainda as trocas comerciais com as populações da região do Shangombo, na vizinha Zâmbia, anunciou o administrador da circunscrição, Júlio Vidigal.

Transporte de mercadoria passa a ser feito a partir do canal do Rivungo e através de embarcações permitindo que os produtos sejam vendidos a preços justos
Fotografia: João Gomes

O canal tem dez quilómetros de comprimento, 300 metros de largura e três de profundidade. As obras tiveram início em Agosto do ano passado e são entregues no final deste mês. O administrador disse que já se pode circular normalmente do município do Rivungo até à Zâmbia, acrescentando que neste momento a empresa encarregue da obra está apenas a eliminar algumas curvas que existem pelo caminho, de modo a encurtar a distância até, pelo menos, oito quilómetros.
A abertura do canal constitui uma mais-valia para as populações dos dois países.
Com o canal pretende-se igualmente facilitar as transacções comerciais e mudar o quadro do município, porque anteriormente o transporte, de um lado para outro, levava no mínimo duas horas e agora pode ser feito em 20 minuto, sem risco.
Após a conclusão das obras, a entrada da mercadoria passa a ser feita a partir do canal do Rivungo e as embarcações são mais rápidas e os custos de transporte mais baixos, permitindo que os produtos sejam vendidos a um preço justo.
O administrador do Shangombo, na Zâmbia, Dominic Lisulo, disse que a abertura do canal abre uma nova era nas boas relações existentes entre os dois países e também permite o desenvolvimento socioeconómico das regiões.
“Temos mercadoria suficiente para colocar no mercado angolano e também vamos transportar de Angola para o nosso país muita coisa. Portanto, há benefícios visíveis para ambos os países e esperamos ansiosos a conclusão das obras”, precisou. Dominic Lisulo fez a entrega de duas embarcações, sendo uma para mercadorias e a outra para transporte de pessoas, com capacidade de 25 lugares.

Orla marítima


O chefe da segurança da orla marítima e fluvial da região sul do Instituto Marinho e Portuário, Nangiata David, considerou importante a abertura do canal que vai permitir o funcionamento de jangadas para comerciantes e turistas.Nangiata David disse que está igualmente previsto a construção de plataforma de carga que vai contar com área de assistência médica, posto de busca e segurança, escritórios diversos, sala e sala de embarque.
Para facilitar as embarcações e a circulação de pessoas e bens no canal, 25 jovens do município do Rivungo são formados para assegurar os serviços. A nível da capitania da província já foram formados 45 técnicos.

Tempo

Multimédia