Províncias

ONG ajuda a combater o sida e a tuberculose

Weza Pascoal | Menongue

Um total de  200 cidadãos da comuna do Missombo,  a 16 quilómetros da cidade de Menongue, fizeram voluntariamente o teste de VIH/sida e tuberculose,  durante o fim-de-semana, em resposta a uma campanha promovida pela organização não-governamental Missão de Beneficência Agropecuária do Kubango, Inclusão, Tecnologia e Ambiente (Mbakita).

Centenas de munícipes fizeram testes voluntários
Fotografia: Santos Pedro | Edições Novembro

Segundo o coordenador da campanha , Constantino Tchikondico, o plano de prevenção e controlo do VIH/Sida e da Tuberculose  abrange  as províncias do Cunene, Huíla e Namibe. “Este projecto visa  informar os cidadãos sobre os métodos de prevenção e as causas de contágio. As mulheres grávidas devem saber o que fazer em caso de contraírem o VIH/Sida  para não o transmitirem ao feto”, disse.
Constantino Tchikondico informou que na província do Cuando Cubango o projecto é financiado pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD),  e tem  o apoio da Direcção Provincial da Saúde e  da Organização Não-governamental Ajuda do Desenvolvimento de Povo para Povo (ADPP), que formou  21 activistas comunitários.
O agente da Mbakita disse que a  primeira fase do  programa-piloto de prevenção e controlo de VIH/Sida   foi implementado há  um ano apenas no município de Menongue. “Criámos este programa para combater as doenças que mais atacam as comunidades, o VIH/Sida e a tuberculose.”
Um dos grandes desafios da Mbakita é expandir o projecto para os restantes municípios do Cuando Cubango  para que toda a população esteja informada sobre o seu estado serológico. “O combate ao VIH/Sida e a tuberculose não compete apenas ao Ministério da Saúde mas  a toda população, que deve acatar os conselhos dos activistas comunitários para prevenirem as patologias”, adiantou.
A população que  fez os testes recebeu 200 mosquiteiros impregnados com insecticida para prevenção da malária.

Tempo

Multimédia