Províncias

Pedido aos professores um ensino de qualidade

Carlos Paulino| Menongue

O inspector da Direcção Provincial da Educação, Ciência e Tecnologia do Kuando- Kubango, Faustino Kanjila, disse, em Menongue, que os professores devem primar por um ensino de qualidade com vista a formação de quadros capazes de responder aos desafios do futuro.     
Faustino Kanjila

O inspector da Direcção Provincial da Educação, Ciência e Tecnologia do Kuando- Kubango, Faustino Kanjila, disse, em Menongue, que os professores devem primar por um ensino de qualidade com vista a formação de quadros capazes de responder aos desafios do futuro.     
Faustino Kanjila, que falava no encerramento de um seminário de preparação pedagógica, realizado entre os dias 8 e 10, no Instituto Médio de Administração e Gestão (IMAG) “23 de Março”, afirmou que “o Governo preconiza acabar com o obscurantismo a todos os níveis”.
O inspector pediu aos professores que ponham em prática tudo o que aprenderam no seminário, pois a sociedade, “hoje mais que nunca, exige de todos os docentes uma melhor prestação de serviço para uma educação eficiente”.
Os participantes no seminário pediram à direcção pedagógica do IMAG preste maior no acompanhamento das actividades docentes e educativas, “através de reuniões periódicas com todos os actores sociais”.
Os professores reconheceram que há instalações devidamente equipadas com meios apropriados para um ensino de qualidade e o esforço da direcção do instituto para as manter funcionais, mas referiram a falta de salários dos docentes em regime de contracto, de meio de transporte, material didáctico, principalmente na área de formação básica profissional, de apetrechamento do posto médico e a falha de energia eléctrica, por falta de combustíveis para o gerador, como principais dificuldades que o IMAG tem.
O Instituto Médio de Administração e Gestão “23 de Março”, inaugurado em 2009, lecciona cursos nas especialidades de informática, contabilidade e secretariado.

Tempo

Multimédia