Províncias

Pograma de alfabetização em comunidades rurais

Nicolau Vasco | Menongue

O programa de alfabetização e aceleração escolar “Sim, Eu Posso”, que visa diminuir o analfabetismo nas comunidades rurais, começa a ser desenvolvido este mês nos municípios de Menongue, Cuchi e Cuito Cuanavale.

A abertura oficial do programa decorreu sábado na localidade de Chipompo, 15 quilómetros da cidade de Menongue,onde o vice-governador para o sector económico, ErnestoKiteculo, disse que o método de ensino que está em fase experimental em Angola, em particular no CuandoCubango, contribui para aexecução do programa de combate à fome e redução da pobreza.
“Com a implementação do programa ‘Sim, Eu Posso’aspopulações que vivem no meio rural têm a oportunidade de aprendera ler e escrever e a fazerem melhor a gestão das lavras e dosprodutos cultivados”, disse o vice-governador. Ernesto Kiteculo sublinhou que o método de ensino “Sim, Eu Posso”, criado em Cuba, é um dos mais avançados do mundo, por apresentar resultados positivos em mais de 15 países. Este programa está a ser desenvolvido com a ajuda de professores cubanos e conta com o auxílio de vídeos e cartilhas de alfabetização que facilitama o aluno a aprendizagem da leitura e da escrita no período mínimo de três semanas, segundo o vice-governador para o sector económico.
O director provincial da Educação, Miguel Kanhime, garantiu que o seu sector vai fazer tudo para este programa de alfabetização e aceleração escolar abranger todos os municípios, comunas e aldeias da província do CuandoCubango.
A coordenadora do projecto, Eluz Torres, de nacionalidade cubana, recordou que o método de ensino “Sim, Eu Posso” foi criado por LeonelaDiaz, pedagoga que trabalhou como alfabetizadora durante a revolução cubana e foi aplicado pela primeira vez no Haiti.

Tempo

Multimédia