Províncias

Polícia Nacional reforçada com ingresso de efectivos

Lourenço Bule| Menongue

Um total de 1.811 efectivos do Ministério do Interior  jurou fidelidade à pátria e à bandeira nacional, em Menongue, província do Cuando Cubango, durante o encerramento do segundo curso básico de formação de agentes da Polícia Nacional.

Fotografia: Edmundo Eucilio| Edições Novembro

O curso,  que teve a duração de dez meses, decorreu no Centro de Formação Básica da Polícia Nacional, tendo sido formados 1.780 agentes de Ordem Pública, 13 dos Serviços Penitenciários, 12 dos Serviços de Protecção Civil e Bombeiros e seis dos Serviços de Migração e Estrangeiro.
O director do centro, Domingos Joaquim Manuel, disse que a formação teve dois períodos,  sendo a primeira reservada à preparação militar e a segunda à aulas  sobre direito penal, educação patriótica, direito processual e penal, regulamento e disciplina da Polícia Nacional,  legislação rodoviária, criminalística, trabalho operativo secreto e noções de fronteiras.
A formação incluiu aulas de educação física, ginástica e desporto colectivo, direitos humanos, ordem unida, artes marciais, continência, honras e tácticas militares, socorrismo, armamento e preparação de tiro, defesa pessoal, formação geral, comunicação interpessoal, disposição docente, organização policial, gestão de conflito, práticas pedagógicas e forças de segurança. /> “Temos a obrigação de formar agentes com competências técnicas para desempenharem as suas funções com brio”, disse Domingos Joaquim.
O director do centro sublinhou  que a formação deve ser permanente em qualquer área de actividade para garantir a eficácia no desenvolvimento do trabalho.
 O  comandante provincial da Polícia Nacional aconselhou os novos agentes a se absterem de práticas que mancham a reputação e o bom nome da corporação, como o suborno, a extorsão, o abuso de autoridade e a embriaguez.
Domingos Joaquim Manuel apelou ao respeito à lei e a colaboração com outros órgãos do Ministério do Interior no combate à criminalidade.
O comandanteprovincial da Polícia  Nacional apelou  aos efectivo  para reforçarem o combate  o combate à criminalidade para garantir a tranquilidade às populações.
O acto, testemunhado por membros do governo local, magistrados do ministério público, da delegação do Ministério do Interior das Forças Armadas Angolanas, foi marcado com a entrega de certificados aos instrutores e alunos que mais se destacaram.

Tempo

Multimédia