Províncias

Ponte sobre o rio Cuebe liga Sakaheta e Sanda

Carlos Paulino | Menongue

A circulação entre as localidades de Sakaheta, a cerca de 20 quilómetros de Menongue, e Sanda, passou a ser feita com maior segurança, desde ontem, com a inauguração de uma ponte metálica sobre o rio Cuebe, pelo vice-governador do Cuando Cubango para os serviços Técnicos e Infra-estruturas.

Gabriel Gastão disse que a construção da ponte vai trazer muitos benefícios para as populações das localidades de Sakaheta e Sanda, que estavam divididas pelo rio Cuebe, mas que podem assistir a uma viragem nas suas vidas.
O vice-governador provincial exortou a população  a preservar  a ponte, para que a elapossa durar o tempo projectado e cumprir com os objectivos traçados, que têm a ver com a facilitação da circulação de pessoas e mercadorias.
Gabriel Gastão acrescentou que as autoridades tradicionais devem jogar um papel importante na sensibilização das comunidades, para evitar que a infra-estrutura seja vandalizado.
Para os próximos dias, estão previstos trabalhos de terraplenagem nos cerca de 20 quilómetros entre Sakaheta até a cidade de Menongue, garantiu o vice-governador provincial, que acrescentou que as autoridades pretendem materializar a intenção da construção, para breve, dos sistemas de fornecimento de água potável e de energia eléctrica.
O soba da localidade de Sakaheta, Baptista Dala, realçou que a localidade, com uma população estimada em 1.987 habitantes, conta, neste momento, com uma escola de 12 salas aulas, um posto médico e centro de saúde.
Por isso, o soba pediu ao Governo Provincial para melhorar a via que dá acesso à cidade de Menongue, bem como garantir ps serviços de telefonia móvel, com vista a facilitar a comunicação dos habitantes locais com o resto do país e do mundo.
Sobre a localidade de Sanda, o soba Fernando Miguel disse que a ponte inaugurada constitui uma mais-valia para a regedoria, tendo em vista que os 229 habitantes corriam muitos riscos durante a travessia do rio, para ter acesso aos serviços de Saúde e de ensino que só existem em Sakaheta.
A infra-estrutura rodoviária, com 52 metros de comprimento e quatro metros de largura, para suportar até 60 toneladas, foi construída pela empresa de construção civil Conduril, num período de três meses.
Com a entrada em funcionamento da ponte sobre o rio Cuebe, os munícipes que circulavam entre as localidades de Sakaheta e Sanda deixam de enfrentar os riscos de serem devorados por jacarés e hipopótamos durante a travessia de canoa pelo rio.

Tempo

Multimédia