Províncias

Posto do Kuando-Kubango requer reabilitação urgente

Cláudia Muhatili | Menongue

O chefe da delegação provincial da Justiça e Direitos Humanos do Kuando-Kubango alertou para o facto do local onde funcionam os seus serviços estar em avançado estado de degradação.

Posto de registo atende milhares de pessoas
Fotografia: Carlos Paulino | Menongue

Carlos José Pedro disse ao Jornal de Angola que, quando chove, a água infiltra-se no edifício, construído no tempo colonial, e fica sem condições para ser feito o atendimento à população e muito menos para os funcionários trabalharem.
“A situação é cada vez mais alarmante e estamos a ter dificuldade em conservar os livros de registo e, dessa forma, estamos a violar os direitos humanos”, notou.  Um outro problema apontado é o de a província dispor apenas, até ao momento, deste posto para a emissão de Bilhete de Identidade, localizado em Menongue.
 “Temos assistido a pessoas que vêm de longe à procura destes serviços e acabam por passar fome e, em alguns casos, dormir ao relento, só para conseguirem uma cédula ou Bilhete de Identidade”, lamentou. Por isso, solicitou ao Ministério da Justiça e dos Direitos Humanos e ao Governo Provincial para os serviços terem postos nos nove municípios do Kuando-Kubango.
Apesar destas circunstâncias, a delegação conseguiu arrecadar mais de 21 milhões de kwanzas para os cofres do Estado, desde Janeiro até agora, com a emissão de mais de nove mil Bilhetes de Identidade, sete mil registos criminais e mil registos civis. Desde 2012 até Agosto de 2013, a instituição arrecadou mais de 61 milhões de kwanzas, também provenientes da emissão dos mesmos documentos.

Tempo

Multimédia