Províncias

Professores cubanos em acção formativa

Wesa Pascoal | Menongue

Um grupo de 51 professores de nacionalidade cubana, que lecciona na Universidade Cuito Cuanavale, província do Cuando Cubango, está a ser capacitado, desde ontem, em Menongue, em matérias de língua portuguesa, com vista a aperfeiçoar a transmissão de conteúdos.

Um ângulo da cidade do Cuito onde decorre a formação
Fotografia: Francisco Bernardo | Edições Novembro

A acção formativa, que decorre até dia 21 deste mês, vai permitir aos participantes aprenderem sobre a génese e variantes da língua portuguesa, o sistema alfabético português, formas de tratamento formal e informal, pronomes e verbos, entre outros temas.
O vice-reitor para a área académica e vida estudantil da Universidade Cuito Cuanavale, Augusto Chipombela, disse que a instituição está a promover o referido seminário, para facilitar a assimilação dos conteúdos por parte dos estudantes que, muitas vezes, têm dificuldades de perceber a explicação dada pelos professores cubanos em espanhol. “Com esta formação, pensamos que os nossos estudantes terão melhor rendimento durante o ano académico, tendo em vista que vão compreender melhor as matérias que são transmitidas por docentes cubanos”, disse, para acrescentar que acções formativas do género vão continuar.
Luz Bethel, representante da empresa Antex, no Cuando Cubango, instituição que controla 91 técnicos cubanos nos sectores da Educação, Saúde e Construção Civil, considerou que a realização da formação é de suma importância, para que os professores cubanos possam aperfeiçoar alguns elementos pragmáticos da língua portuguesa.
Salientou que a acção formativa vai abranger também os profissionais cubanos do sector da Saúde que trabalham a nível da província.
Informou que está a levar uma série de actividades, em alusão ao dia 26 de Julho, data do aniversário do assalto ao quartel de Moncada.

Tempo

Multimédia