Províncias

Professores de Nganguela em formação

Weza Pascoal| Menongue

Cerca de 70 professores de Nganguela, ensino primário, no município de Menongue, participam, desde ontem até sexta-feira, num seminário de refrescamento, com o objectivo de melhorar o processo de ensino e aprendizagem do idioma predominante na região.

Crianças do Cuando Cubango mostram interesse em aprender Nganguela que é a lingua nacional predominante na região
Fotografia: Paulo Mulaza

Segundo o coordenador provincial do programa de línguas nacionais, Moisés Felay, durante os cinco dias os participantes vão ser munidos de conhecimentos sobre a organização de aula, gestão de tempo, métodos de inovação da implementação da língua nacional Nganguela, entre outros temas.
Moisés Felay explicou que este ano o programa tem como meta implementar a língua Nganguela na terceira classe e caminhar paulatinamente para atingir, nos próximos anos, o ensino médio e superior, a exemplo de outras províncias que já leccionam as línguas nacionais nas universidades.
O programa decorre a bom ritmo nos nove municípios da província do Cuando Cubango.
O formador João Agostinho Dala considerou necessária a implementação do programa em todos os subsistemas de ensino, de forma a resgatar-se os valores morais e cívicos na região e no país em geral.
O director provincial da Educação, Miguel Canhime “Cazavubo”, referiu que o seminário de refrescamento deve servir para fornecer aos docentes competências e conhecimentos necessários para um ensino eficaz e ajudar a corrigir os erros. Durante o seminário, os participantes vão refrescar os seus conhecimentos e aperfeiçoar alguns aspectos para melhorar as suas actividades docentes, no que diz respeito à língua Nganguela.
Miguel Canhime acrescentou que a acção formativa é de grande importância, pois vai ao encontro dos objectivos específicos e gerais que vão orientar as actividades práticas dos professores no decurso do ano lectivo, visando melhorar o processo de ensino e aprendizagem na região.

Tempo

Multimédia