Províncias

Reposta circulação rodoviária em Catuitui

Carlos Paulino | Caiundo

A circulação rodoviária entre a comuna de Caiundo e Catuitui, na estrada nacional 140, foi retomada terça-feira, na sequência do estancamento de uma ravina com 12 metros de comprimento e seis de largara, que impedia a passagem de viaturas.

O trabalho envolveu técnicos do Instituto de Estradas e das Obras Públicas
Fotografia: Carlos Paulino | Cuando Cubango - Edições Novembro

A ravina, que tinha emergido a cerca de dois quilómetros da sede comunal do Caiundo, na quinta-feira passada, devido às fortes chuvas que caíram na localidade, interditou, durante cinco dias, a circulação rodoviária entre a cidade de Menongue e os municípios do Cuangar, Calai e Dirico, assim como o acesso para a República da Namíbia. 
Em declarações à imprensa, o director provincial do Instituto Nacional de Estradas de Angola (INEA), Celso Martins, garantiu que o troço está em condições para a circulação de todo o tipo de viaturas, uma vez que foi feito um trabalho muito aturado de melhoria dos solos, para que tal situação não volte a complicar a circulação rodoviária.
Explicou que, para o estancamento da ravina, o INEA contou com a estreita colaboração do governo da província e do grupo “LM”, que não pouparam esforços para que a circulação rodoviária entre Caiundo e Catuitui fosse retomada o mais breve possível. />O trabalho intensivo que durou aproximadamente oito horas envolveu dez técnicos do INEA, das Obras Públicas e do grupo LM, assim como uma máquina giratória, um cilindro e dois camiões basculantes. Celso Martins anunciou, na oportunidade, o arranque, ainda este ano, das obras de construção do troço rodoviário Caiundo/Catuitui, num percurso de cerca de 200 quilómetros, paralisadas há mais de dois anos, devido a problemas contratuais. 
O administrador comunal do Caiundo, Paulo Muntumba, agradeceu o trabalho do INEA, tendo em vista que a ravina estava a criar muitos constrangimentos para a população da sua área de jurisdição e que vive nos municípios do Cuangar, Calai e Dirico. Paulo Muntumba recordou que a estrada nacional 140 é a única via que permite uma circulação rápida entre Menongue/Caiundo/Catuitui/Cuangar/Calai/Dirico e a República da Namíbia. “Estamos muito agradecidos, pois, a partir de agora, voltamos à normalidade”, disse. 

Tempo

Multimédia