Províncias

Sarampo mata crianças no Cuito Cuanavale

Três crianças menores morreram na semana passada no município do Cuito Cuanavale, província do Kuando-Kubango, vítimas de sarampo.

Casos mortais de sarampo foram registados no município do Cuito Cuanavale
Fotografia: Jornal de Angola

Três crianças menores morreram na semana passada no município do Cuito Cuanavale, província do Kuando-Kubango, vítimas de sarampo.
A informação foi avançada pelo médico coreano e pediátrico do centro da saúde da jurisdição, Ha Chong Dok, que disse haver outras duas crianças doentes, no centro médico do Cuito Cuanavale, a 189 quilómetros a Leste da sede capital, Menongue.
Segundo o médico, apesar destes casos preocupantes, o sector de saúde dispõe de medicamentos para atender a possíveis outros casos.
A morte dos menores deveu-se à demora com que os pais se deslocaram ao centro hospitalar, porquanto a unidade médica está pronta para atender casos do género, desde que atempadamente. Ha Dok solicitou aos encarregados de educação e ­outros familiares que estejam a padecer da doença, para colaborarem com a saúde, na apresentação de casos em tempo oportuno, para merecerem o devido tratamento.

Novos casos de tuberculose

As autoridades sanitárias da província do Bié notificaram 701 novos casos de tuberculose durante o primeiro semestre do ano, afirmou ontem o supervisor local de luta contra a enfermidade.
Isaías José Chicapa Lemos sublinhou que, entre os casos notificados, figuram 384 doentes positivos e outros com tuberculose extra-pulmonar, recaída e negativos.
Admitiu que em relação ao período anterior, houve um aumento de 39 casos, devido ao fluxo massivo de doentes às unidades sanitárias, e ao reabastecimento de ­reagentes em alguns laboratórios que se encontravam parados.
Isaías José Chicapa Lemos disse ainda que, no mesmo período, 177 doentes tiveram alta por melhoria e 17 faleceram devido ao estado crítico em que se encontravam.
Em relação às mortes, houve uma diminuição de 14, em relação ao período anterior, fruto da intensificação do tratamento dos doentes.
Os municípios com mais casos têm sido o Cuito, Kamacupa, Andulo, Chitembo e Nharea, dada a densidade populacional.
Para tentar evitar o surgimento de novos casos, a Direcção Provincial da Saúde fornece com regularidade medicamentos essenciais às unidades sanitárias, fazendo também com que os pacientes não percorram longas distâncias para serem tratados no hospital sanatório de referência do Cuito.

Tempo

Multimédia