Províncias

Sida aumenta na província

Cláudia Muhatili | Menongue

A província do Kuando-Kubango registou, durante o primeiro semestre deste ano, 493 novos casos de VIH/sida, dos quais três terminaram em mortes.

Ângulo da unidade sanitária localizada em Luanda onde são tratados os casos complicados
Fotografia: João Gomes

O supervisor provincial do programa de luta contra a sida, António Aguiar, disse ao Jornal de Angola que, durante o período em referência, foram realizados 7.162 testes, em vários centros de aconselhamento e testagem voluntária.
“Neste momento, 91 pessoas estão a fazer o tratamento anti-retroviral”, adiantou António Aguiar, acrescentando que 189 casos de sida foram diagnosticados em mulheres grávidas, que aderiram ao corte de transmissão vertical, e em dez crianças. Em relação a igual período de 2012, houve um aumento considerável de seroprevalência na província.  As autoridades sanitárias do Kuando- Kubango têm estado a aumentar as campanhas de sensibilização sobre a prevenção do VIH/Sida, que está a ceifar muitas pessoas nos últimos tempos.
“Esta campanha fez com que as pessoas procurassem os nossos centros de aconselhamento e testagem voluntária, criados nos municípios do Cuito Cuanavale, Menongue, Cuangar, Calai, Cuchi, Mavinga e Dirico”, disse.
Em breve ficam concluídas as obras de construção dos centros de Nankova e Rivungo, que também apresentam um número elevado de pessoas infectadas pela doença, acrescentou.
A província, de acordo com António Aguiar, tem um stock suficiente de anti-retrovirais, mas muitos pacientes abandonam o tratamento sem motivos plausíveis.

Tempo

Multimédia