Províncias

Testes permitiram diagnosticar diversas pessoas seropositivas

Carlos Paulino | Menongue

Um total de 23 casos positivos de VIH/Sida foram detectados entre 378 pessoas que acorreram nos últimos dez dias ao Centro de Aconselhamento e Testagem Voluntária (CATV), instalado na Comuna do Cuelei.

Um total de 23 casos positivos de VIH/Sida foram detectados entre 378 pessoas que acorreram nos últimos dez dias ao Centro de Aconselhamento e Testagem Voluntária (CATV), instalado na Comuna do Cuelei, a cerca de 30 quilómetros da cidade de Menongue, província do Kuando-Kubango, revelou a coordenadora do referido programa.
Fátima Ferraz explicou que, dos casos registados, 21 foram diagnosticados em mulheres grávidas e dois em homens, e que, depois da confirmação da doença, os pacientes foram encaminhados para o hospital provincial para o devido acompanhamento.
Durante este período, foram igualmente realizadas 1.750 consultas, das quais 601 na área da pediatria, 257 de ginecologia, 94 de obstetrícia e 798 de clínica geral, e foi medida a tensão arterial a 1.638 pessoas, entre as quais 146 tinham tensão alta.
Durante este mesmo período de tempo foram vacinadas 1.355 mulheres e crianças contra a poliomielite, sarampo, febre-amarela, pentavalente e tétano e distribuídos 56.870 fármacos, 751 mosquiteiros, 4.484 preservativos e 2.813 manuais de informação sobre a prevenção do VIH/Sida.
O programa de saúde das mulheres na comuna do Cuelei foi assegurado por dez médicos, 23 enfermeiros e 12 técnicos administrativos das províncias de Luanda e Kuando-Kubango, com o apoio de duas ambulâncias do Instituto Nacional de Emergências Médicas de Angola (INEMA), provenientes do Huambo. No local, foram instaladas seis tendas que serviram de consultórios médicos nas áreas do Programa Alargado de Vacinação (PAV), Centro de Aconselhamento e Testagem Voluntária (CATV), Serviços de ginecologia, obstetrícia e planeamento familiar, clínica geral, pediatria e um laboratório de análises clínicas, além de um carro móvel que funcionou como farmácia. O Centro de testagem voluntária foi instalado no quadro do programa da saúde da mulher nas comunidades, promovido pela Organização da Mulher Angolana, OMA.
“Esta é uma actividade que decorreu de forma positiva, pois conseguimos realizar 17.569 actos, entre promoção e educação para a saúde, prevenção e assistência médica e medicamentosa à população, cifra que superou os cerca de 16 mil efectuados na primeira fase deste programa na província do Bengo”, referiu Fátima Ferraz.
As doenças respiratórias e diarreicas agudas, parasitose intestinal e a malária foram apontadas como as patologias mais frequentes na localidade do Cuelei. A comuna tem uma população estimada em cerca de 3.200 habitantes.

Tempo

Multimédia