Províncias

Trabalhos estão em fase de conclusão

Carlos Paulino | Longa

O director-geral da Edifer-Angola, José Louro, disse terça-feira, que as obras de reabilitação do troço rodoviário entre Menongue e Kueley, num percurso de 75 quilómetros, vão estar concluídas até Setembro.

A maior parte do troço rodoviário já recebeu asfalto e falta pouco para concluir a obra
Fotografia: Nicolau Vasco | Longa

O director-geral da Edifer-Angola, José Louro, disse terça-feira, que as obras de reabilitação do troço rodoviário entre Menongue e Kueley, num percurso de 75 quilómetros, vão estar concluídas até Setembro.
José Louro revelou o facto na comuna do Longa, município do Cuito Cuanavale, província do Kuando-Kubango.
José Louro disse que as obras da estrada, que dá acesso às províncias do Bié e Huambo, estão orçadas em 81,562 milhões de dólares.
O director acrescentou que 74 quilómetros do troço já estão asfaltados e que neste momento aguarda apenas pela reparação da ponte sobre o rio Kueley, prevista para os próximos dias.
José Louro, que trabalhou algumas horas na província do Kuando-Kubango, anunciou também para Dezembro próximo a conclusão das obras de reabilitação das ruas estruturantes da cidade de Menongue, numa extensão de 11 quilómetros.
Ainda sobre as ruas estruturantes da cidade de Menongue, dos 11 quilómetros adjudicados à Edifer-Angola, dez quilómetros e 200 metros já estão asfaltados.
O responsável revelou que dos 86 quilómetros do troço Menongue-Longa, 33 já receberam asfalto, prevendo-se para Agosto deste ano a conclusão das obras.
José Louro garantiu que, terminada a época chuvosa, a sua empresa está neste momento mobilizada, com homens e máquinas, para dar seguimento à execução de todas as obras que foram adjudicadas.
Acrescentou que para o êxito destas empreitadas, a Edifer-Angola conta com 250 trabalhadores, dos quais 192 nacionais e 58 estrangeiros.
A  empresa Edifer-Angola possui 260 equipamentos diversos, uma unidade de extracção e britagem de pedra e uma central de betume, com capacidade para produzir 220 toneladas de betão betuminoso por hora.
As constantes chuvas que caem na região e a localização geográfica da província têm dificultado a transportação dos materiais de construção civil.

Tempo

Multimédia