Províncias

Tratamentos inadequados fazem alastrar o sarampo

Carlos Paulino | Menongue

A directora do Hospital Pediátrico de Menongue lamentou que alguns pais continuem a levar os filhos com sarampo a “terapeutas tradicionais” em vez de recorrerem aos serviços médicos, o que tem contribuído para o alastramento da doença.

Internadas em média cinco crianças por dia
Fotografia: Carlos Paulino |Menongue

Elsa Kalenga, que referiu que o sarampo está associado a outras doenças, como as respiratórias, diarreias e cegueira, afirmou que os pais muitas vezes apenas levam os filhos às unidades sanitárias quando a situação já é crítica, o que em alguns casos provoca mortes.
O Hospital Pediátrico de Menongue registou este ano até Outubro 752 casos de sarampo, que resultaram na morte de 39 crianças com menos de cinco anos.
Naquela unidade de saúde são internadas diariamente em média cinco crianças com sarampo, algumas das quais, por falta de espaço, ficam instaladas nos corredores.
O Hospital Pediátrico de Menongue, com de 55 camas, tem cinco médicos e 66 enfermeiros. A médica sublinhou que muitas crianças contraem sarampo por nunca terem sido vacinadas contra a doença, apesar da realização de acções de sensibilização em igrejas, escolas, mercados e nos bairros sobre a importância da vacina.

Tempo

Multimédia