Províncias

Turismo é fonte de emprego

O administrador municipal de Menongue afirmou que o sector do Turismo representa actualmente uma importante fonte geradora de emprego e de inclusão social.

É importante que os operadores conheçam os desafios que a indústria do sector oferece
Fotografia: DR

Miguel Dala Popular falava na abertura do seminário sobre o turismo interno, uma promoção do Instituto Nacional do Fomento de Angola (INFOTUR), em parceria com o Governo do Cuando Cubango, no qual participaram empresários do ramo, agentes de agências de viagens, estudantes, administradores municipais e outros convidados.
“Estamos cada vez mais consciencializados de que o turismo representa uma importante fonte de empregabilidade nacional e de inclusão social. Para o efeito, é necessário muito trabalho, organização e uma planificação de acções a desenvolver, para que o seu impacto económico encontre aceitação na sociedade”, afirmou.
A natureza dos serviços e dos operadores de indústrias e do turismo exige igualmente muita organização e aplicação de boas práticas, assentes em padrões de carácter internacional, no campo de serviços e dos preços a praticar, para que se possa ter atractivos e competitividade. Por este facto, é importante que os operadores conheçam o contexto dos desafios que a indústria do turismo impõe, para que possam posicionar Angola, de Cabinda ao Cunene, num palco de atracção para o turismo interno e social.
O administrador municipal de Menongue lembrou que é potenciando programas de mobilidade interna para as crianças e jovens em épocas de férias pedagógicas que se vai fortalecer o sentimento de unidade nacional e criar vários programas, capazes de impulsionar o campismo, o excursionismo e outras práticas.
“Por outro lado, não podemos deixar de prestar uma atenção particular ao turismo para as famílias, como forma de aproximar cada vez mais a relação entre pai e filho, assim como opções de lazer capazes de fortalecer os pilares da sociedade”, defendeu.
O seminário foi enquadrado no programa Angola no Coração, que visa dinamizar o Turismo Júnior para cidadãos dos sete aos 17 anos, Turismo Jovem, para jovens entre os 18 e 35 anos.

Tempo

Multimédia