Províncias

Kwanza-Norte com falta de dadores de sangue

O Hospital Central do Kwanza-Norte não tem sangue em reserva por falta grupos de dadores voluntários na província, disse o responsável do banco de hemoterápia do estabelecimento.

O Hospital Central do Kwanza-Norte não tem sangue em reserva por falta grupos de dadores voluntários na província, disse o responsável do banco de hemoterápia do estabelecimento.
 Moisés Kussevi revelou que, em situações de emergência, sobretudo decorrentes de acidentes de viação, a carência de sangue é solucionada pelos familiares das vítimas.
 A situação do banco de sangue do hospital provincial agravou-se nos últimos tempos face ao aumento do número de vítimas de acidentes de viação, disse, referindo a “falta de sensibilidade de muitos cidadãos e de grupos juvenis organizados e disponíveis” que se “podiam tornar dadores voluntários”.
 As igrejas, referiu, são as únicas organizações que contribuem para suprir a carência de sangue naquele hospital.
 Kussevi louvou a atitude dos jovens da Igreja Baptista Evangélica em Angola que, aos sábados, vão ao hospital para dar  sangue. De referir que o sector da Saúde na região tem beneficiado de várias infra-estruturas, como postos médicos e centros de saúde.

Tempo

Multimédia