Províncias

A importância da população na preservação do ambiente

A conjugação de esforços entre instituições do Estado, famílias e madeireiros é importante para conter “o abate indiscriminado de árvores”,  disse na quinta-feira à Angop, o chefe da Administração Municipal da Banga.

Famílias camponesas são consideradas também responsáveis pela distruição da floresta
Fotografia: Rafael Tati

Domingos Gomes referiu o interesse de iniciativas de esclarecimento sobre as vantagens da preservação da flora e fauna para o equilíbrio ecológico e que para tal tem de se evitar o abate indiscriminado de árvores e queimadas desnecessárias, como se tem registado.
O responsável lembrou que nesta época de Cacimbo o abate de árvores é mais frequente e que apesar de isso não ser proibido quem o faz deve observar as regras da preservação da flora e fauna.
“A participação de todos é determinante no combate à desflorestação que atinge contornos alarmantes no município e afecta o ecossistema da região”, disse.
Domingos Gomes, que responsabilizou madeireiros e as famílias camponesas de serem os principais responsáveis pela destruição das florestas, pediu a colaboração das instituições escolares e associações ambientalistas nas acções de sensibilização sobre o interesse de preservar o ambiente.
A Administração Municipal, em parceria com o Instituto de Desenvolvimento Agrário, realiza campanhas de esclarecimento junto da população em geral e dos madeireiros em particular sobre a necessidade do repovoamento florestal.

Tempo

Multimédia