Províncias

Aberta loja de registos no Dondo

Silvino Fortunato | Dondo

O processo de registo civil na cidade do Dondo, sede do município de Cambambe, no Cuanza Norte, está mais célere, com a entrada em funcionamento, na segunda-feira, de uma loja destinada ao tratamento de documentos pessoais, entre Bilhete de Identidade, cédulas, assentos de nascimento e outros.  

A infra-estrutura conta com serviços de notariado, conservatória de registo e uma repartição de identificação civil e foi inaugurada pelo vice-governador provincial para os Serviços Sociais e Políticos, José Alberto Kipungo.
Helena Francisco Matemba foi a primeira cidadã a efectuar o registo que lhe permitiu obter, pela primeira vez, o Bilhete de identidade, aos 38 anos de idade. “Tinha grandes dificuldades de me deslocar à cidade de Ndalatando, para tratar este importante  documento, por falta de dinheiro para apanhar táxi”, conta a jovem, visivelmente emocionada.
O administrador municipal de Cambambe, Francisco Manuel Diogo, classificou o acto de extrema importância, com base na estratégia do Executivo que assenta na aproximação dos serviços de registo aos cidadãos. Por isso, acrescentou que a instalação desta loja marca o fim de um longo período de sofrimento da população local que tinha de percorrer longas distâncias para tratar de documentos pessoais.
“Tratar documentos era muito oneroso para os cidadãos que se deslocavam para fora do município para obterem certidões de nascimento, registo criminal, Bilhetes de Identidade ou para o reconhecimento de documentos”, para quem considera ser este o momento ideal para que todos possuam, sem precisar sair do município, os documentos necessários.

Tempo

Multimédia