Províncias

Abertos balcões no Golungo e Ambaca

André Brandão| Golungo Alto

A província do Cuanza Norte dispõe agora de novos balcões de emissão do Bilhete de Identidade. As referidas repartições foram inauguradas esta semana, nos municípios do Golungo Alto e Ambaca, pela directora nacional do Arquivo de Identificação Civil e Criminal.

Para a população do interior da província do Cuanza Norte é agora mais fácil tratar do Bilhete de Identidade e outros documentos
Fotografia: Nilo Mateus

Felismina Manuel da Silva salientou que os novos balcões constam do programa do Ministério da Justiça e Direitos Humanos, visando a expansão dos serviços de emissão do Bilhete de Identidade e Registo Criminal.
Com a expansão dos serviços, a directora nacional salienta que os cidadãos vão ter a vida mais facilitada. Felismina da Silva informou que a província do Cuanza Norte beneficiou dos dois balcões, porque contava apenas com um posto de emissão, instalado em Ndalatando.
O Ministério da Justiça tem um programa de isenção de pagamento do primeiro Bilhete de Identidade, até Dezembro de 2016, que atinge oito milhões de cidadãos.
O delegado da Justiça e dos Direitos Humanos no Cuanza Norte, Pedro Manuel Mulanda, referiu que a execução do programa figura do plano do Executivo de levar os serviços junto das populações.
 Pedro Mulanda revelou que mais de 30.355 cidadãos residentes em zonas rurais, distantes das sedes municipais, trataram o registo de nascimento entre Janeiro de 2013 a Fevereiro deste ano. Metade destes beneficiários tem menos de 14 anos. O Ministério da Justiça e Direitos Humanos vai continuar a melhorar as condições de trabalho e aumentar a eficácia e celeridade dos actos praticados ao nível dos vários sectores, registar o maior número de cidadãos, por meio do aumento de postos de registo e de identificação civil, principalmente nos pontos de difícil acesso.
O administrador do Golungo Alto, Cirilo Mateus, disse que a inauguração do posto é motivo de alegria para as populações, uma vez que deixam de percorrer grandes distânciaspara tratar o BI.

Tempo

Multimédia