Províncias

Actividade de moto-táxi está em pleno crescimento

A cidade de Ndalatando tem registado um aumento vertiginoso de motas dedicadas ao serviço de táxi, que têm constituído alternativa para muitos cidadãos que pretendem deslocar-se para diversos pontos da circunscrição.

A cidade de Ndalatando tem registado um aumento vertiginoso de motas dedicadas ao serviço de táxi, que têm constituído alternativa para muitos cidadãos que pretendem deslocar-se para diversos pontos da circunscrição.
A actividade tem estado a contribuir para o aumento de transtornos no trânsito e consequentemente de acidentes, pelo facto de a maioria dos condutores desconhecer as normas de trânsito e não dispor de habilitações para o exercício de tal actividade.
Apesar dos constrangimentos, a actividade de moto-táxi, vulgo “kupapatas”, está a constituir a principal fonte de rendimento e subsistência de muitos cidadãos, na sua maioria jovens.
O negócio é relativamente novo na cidade, mas nos últimos dias está a ganhar corpo pelo facto dos citadinos não disporem de muitas opções para circularem pela cidade, associado ao facto das motas permitirem chegar com rapidez.
O jovem Paulo João Leite, dedicado ao serviço de moto-táxi, em Ndalatando, disse que os preços praticados variam entre 100 kwanzas para as motas de duas rodas e 500 a 700 kwanzas para as de três rodas, que se destinam ao transporte de mercadorias. O moto-taxista Lauriano José Rufino disse que pode transportar em média 15 a 20 passageiros/dia e no final arrecadar um valor que oscila entre os três e quatro mil kwanzas.

Tempo

Multimédia