Províncias

Administração municipal de Cambambe reforça prestação de serviços à população

O município de Cambambe, província do Kwanza-Norte, está a beneficiar, desde o princípio do mês, de um projecto de construção de infra-estruturas de impacto social em várias comunidades, no âmbito do programa da administração local de desenvolvimento rural e combate à fome e pobreza.

Além da construção de infra-estruturas as vias de acesso também estão a ser reabilitadas
Fotografia: Jornal de Angola

O município de Cambambe, província do Kwanza-Norte, está a beneficiar, desde o princípio do mês, de um projecto de construção de infra-estruturas de impacto social em várias comunidades, no âmbito do programa da administração local de desenvolvimento rural e combate à fome e pobreza.
O administrador municipal, Mateus da Costa, referiu à Angop, no final de uma visita de campo realizada à localidade de Lola (Massangano), que este projecto contempla a construção de postos de saúde, escolas e sistemas de abastecimento de água potável às aldeias mais carenciadas das comunas de Dange ya Menha, São Pedro da Quilemba, Massangano e Zenza do Itombe.
Neste momento, estão a ser diagnosticadas as áreas onde vão ser executadas as obras em diferentes comunidades do município , o que vai permitir a elaboração do estudo de viabilidade, para a fase de contrato das empreiteiras.
Mateus da Costa explicou que já foram identificados os espaços destinados à construção nas aldeias de Lola (Massangano) e Beira-Alta (Zenza-do-Itombe), que devem merecer uma atenção prioritária por serem as  mais carenciadas em termos de oferta dos principais serviços sociais básicos. O programa baseia-se na necessidade de aproximar das populações os serviços sociais básicos e evitar as constantes deslocações à cidade, em busca de assistência sanitária, ou a transferência de alunos para prosseguirem os estudos.
A par destes investimentos, a Administração de Cambambe aposta no sector da agricultura, através de contactos permanentes com as instituições bancárias, com vista à concessão de créditos aos camponeses, por serem o grupo social que mais contribui para a dieta alimentar das famílias.
O programa prevê ainda a recuperação de duas vias terciárias: a que liga a localidade de Cassoalala, junto à estrada nacional nº 230, à aldeia de Lola (num percurso de 34 quilómetros) e a que interliga a mesma estrada nacional com a localidade de Capungo (Massangano), com 12 quilómetros.

Tempo

Multimédia