Províncias

Alunos das escolas "Eiffel" recebem bolsas de estudos

Marcelo Manuel |Ndalatando

Os melhores alunos que concluíram a 12ª classe nas escolas “Eiffel”, patrocinadas pela Total Angola, vão receber bolsas de estudo da empresa petrolífera e suas parceiras.

 Os melhores alunos que concluíram a 12ª classe nas escolas “Eiffel”, patrocinadas pela Total Angola, vão receber bolsas de estudo da empresa petrolífera e suas parceiras.
A directora da Total Angola, Henda Ducados, disse em Ndalatando, durante uma reunião com encarregados de educação, que a empresa tem as condições materiais e financeiras para, dentro de dez dias, atribuir cinco bolsas aos melhores alunos saídos da da escola Eifel local.
Henda Ducados sublinhou que as bolsas são internas e no estrangeiro. Os alunos seleccionados vão frequentar cursos dos ramos da engenharia de petróleos e mecânica.
A directora da Total Angola revelou que as bolsas de carácter interno estão avaliadas em 10.000 dólares por aluno.
No estrangeiro, Portugal e França, têm valores que variam entre os 30.000 e os 45.000 dólares. As empresas Freidlander, Schumberger e Precioso Angola, parceiras da Total, em contribuem na com mais seis bolsas.

Perfil das escolas Eiffel

As escolas Eiffel são de carácter público e leccionam o II ciclo do ensino secundário, da 10ª à12ª classe. Existem em quatro cidades, Caxito, Ndalatando, Malange e Ondjiva, com um total de 576 alunos.
A criação das escolas “Eiffel” resulta de um acordo tripartido, assinado em Maio de 2008, entre o Ministério da Educação de Angola, a Total e a Missão Laica Francesa.
O programa académico das escolas Eiffel foi estabelecido pelo Ministério de Educação. O seu currículo inclui maioritariamente disciplinas de ciências exactas, como a Matemática, Química, Física, Informática e outras de suporte, como a Biologia, Inglês, Português e Francês e cultura de Angola.

Tempo

Multimédia