Províncias

Alunos de análises clínicas promovem saúde na cidade

André Brandão | Ndalatando

Estudantes do curso de análises clínicas da Escola Superior Politécnica do Cuanza Norte, em parceria com a direcção do Hospital Geral de Ndalatando, realizaram no sábado uma campanha de promoção da saúde pública.

O coordenador Higino Cabica Dala
Fotografia: André Brandão | Ndalatando

A campanha dos estudantes serviu igualmente para os universitários conciliarem a teoria e a prática, em determinados aspectos da saúde pública e à investigação, no sentido de prevenir várias doenças.
Além dos estudantes, a campanha contou ainda com a participação de médicos, professores universitários, trabalhadores da direcção provincial da Saúde e outras pessoas interessadas.
O coordenador da iniciativa, Higino Cabica Dala, disse que a acção, que vai ser extensiva aos outros municípios, além de conciliar as matérias teóricas com a prática, também vai ajudar a investigar patologias para melhor as prevenir, e criar um ficheiro do conhecimento epidemiológico do Cuanza Norte. />Durante as actividades, vão ser realizados testes voluntários ao VIH, diabetes, grupo sanguíneo, glicemia e tensão arterial, a par de acções de aconselhamento a adolescentes sobre a gravidez precoce e a sinistralidade rodoviária. O coordenador garante que em saúde o melhor é a prevenção, pois evitam-se os custos com o tratamento de certas enfermidades, como a hipertensão e a diabetes, que considerou doenças silenciosas, mas bastante perigosas.
O chefe do departamento de análises clínicas e saúde pública da Escola Superior Politécnica do Cuanza Norte, Nsevolo Samba, referiu que esta actividade se enquadra no projecto de extensão universitária, para aproximar a comunidade dos serviços de saúde.

Tempo

Multimédia