Províncias

Alunos do Cazengo vencem concurso

Marcelo Manuel e André Brandão | Ndalatando

Um grupo de cinco alunos do II ciclo do ensino secundário do município de Cazengo, no Cuanza Norte, está apurado para participarem na fase final nacional do concurso “Sábados Académicos”, previsto para o próximo mês de Setembro, em Luanda, disse, ontem, ao Jornal de Angola, fonte da organização do concurso.

Estudante Miguel Álvaro (melhor aluno) recebe das mãos do director dos Antigos Combatentes Guilherme Neto um computador portátil
Fotografia: Marcelo Manuel

Durante o concurso, realizado domingo, em que participaram 50 estudantes dos dez municípios, o aluno Neto Miguel Álvaro, da Escola Eiffel da circunscrição do Cazengo, foi eleito o melhor. Os concorresntes foram avaliados nas disciplinas de Língua portuguesa, História e Cultural Geral de Angola, e Matemática. Ngonguembo, com cinco pontos, ficou em segundo.
Na classe individual, o estudante Miguel Álvaro, também de Cazengo, com dez pontos, foi considerado o melhor aluno da prova, tendo levado para casa um computador portátil, telemóvel e televisor.
O estudante, feliz por ter sido considerado melhor, apontou a união e apoio dos grupo como factores determinante que o levaram a vencer o concurso. Miguel Álvaro prometeu continuar a dar o melhor de si, para que possa ter êxitos na fase nacional.
 Foram ainda apurados os estudantes Francisco Manuel (Ambaca), José Feliz Manuel (Banga), Salvador André Luís (Ngonguembo) e Cláudio Quitanilo de Barros (Cambambe).
O director provincial da Educação, Sebastião Abel Manuel, destacou a importância do concurso, pois galvaniza a juventude a engajar-se mais na aprendizagem, visando a melhoria da qualidade de ensino a nível do país. “Iniciativas como estas ajudam também os jovens a pensarem em actividades relacionados ao associativismo, factores que concorrem para uma convivência sã no seio desta franja social.”
O concurso Sábados Académicos é promovido a nível nacional pela JMPLA, com vista a estimular a competência e o mérito estudantil.

Entrega de medicamentos

A União das Associações Locais de Angola (AMANGOLA) na província do Cuanza Norte doou, ontem, medicamentos e material hospitalar ao centro médico do Bairro Sassa, em Ndalatando. Entre os materiais entregues, constam cinco mil agulhas borboletas endovenosas, mil catéteres, 540 rolos de ligadura de gaze, 100 caixas de paracetamol e 80 caixas de adesivo.
O director provincial adjunto da União das Associações Locais de Angola no Cuanza Norte, Kita Ferreira, disse que o gesto surge em resposta às necessidade que os hospitais e centros médicos locais enfrentam com a falta de medicamentos e materiais perecíveis.
Kita Ferreira explicou que a União das Associações Locais de Angola é uma associação filantrópica, cujo propósito assenta na ajuda às populações. A directora do centro médico do Sassa, Justina Madalena João, manifestou-se satisfeita com a iniciativa da União das Associações Locais de Angola e admitiu que os medicamentos vão suprir parte das necessidades que o centro enfrenta.
Justina Madalena João reconheceu as  dificuldades que o centro médico do Sassa enfrenta, especialmente com a insuficiência em pessoal especializado.
O centro médico do Sassa conta com 77 enfermeiros e uma médica pediatra. Na unidade sanitária funciona o banco de urgência, consulta pré-natal, planeamento familiar, imunização, farmácia, salas de parto, raio-x e estomatologia.

Tempo

Multimédia