Províncias

Ambaca precisa de armazéns comunitários

Produtores e camponeses organizados em associações e cooperativas no município de Ambaca, província do Kwanza-Norte, enfrentam dificuldades para a conservação de produtos agrícolas, devido à falta de armazéns comunitários na região.

Camponeses têm recebido vários apoios para poderem aumentar a produção nas comunidades
Fotografia: Jornal de Angola

Produtores e camponeses organizados em associações e cooperativas no município de Ambaca, província do Kwanza-Norte, enfrentam dificuldades para a conservação de produtos agrícolas, devido à falta de armazéns comunitários na região.
O facto foi manifestado à Angop pelo responsável local da Estação de Desenvolvimento Agrário (EDA) em Ambaca, Silvano Kuto. Por falta de armazéns, acrescentou, os camponeses são obrigados a conservar os produtos com base em métodos tradicionais, através da construção de kipucas (celeiros).
Os métodos tradicionais não permitem a conservação de grandes quantidades, contribuindo assim para a deterioração do excedente da produção, acrescentou o técnico da EDA.
Silvano Kuto garantiu que a situação pode ser ultrapassada em breve, visto que a administração de Ambaca tem já prevista a construção de um edifício apropriado para a conservação da produção dos camponeses, a ser erguido no quadro do programa municipal de desenvolvimento rural e combate à pobreza
“O problema pode ser ultrapassado em breve, visto que a administração municipal de Ambaca tem já em vista a construção, ainda no decurso do presente ano, de um armazém para a conservação da colheita anual dos camponeses”, garantiu, acrescentando que os produtores da região têm recebido vários apoios para poderem aumentar a produção, no âmbito do programa de combate à pobreza.
O responsável local da Estação de Desenvolvimento Agrário referiu que dos apoios destacam-se fertilizantes e sementes.

Boas colheitas

O responsável disse ainda que os camponeses da região prevêem, para a primeira época da presente campanha agrícola, uma safra de 45 toneladas de milho e feijão.  A Estação de Desenvolvimento Agrário tem já preparados cerca de 10 hectares de terra para a produção de hortícolas. O município possui 12 cooperativas de camponeses, das quais apenas três funcionam em pleno. 
O município de Ambaca conta com um universo de mais de 11 mil camponeses, dos quais quatro mil recebem apoio técnico da EDA para a adopção de novas técnicas agrícolas.

Tempo

Multimédia