Províncias

Ambaca tem energia de Capanda

Os munícipes de Camabatela, município de Ambaca, têm desde terça-feira, energia eléctrica de forma ininterrupta fornecida a partir da barragem de Capanda, província de Malange.

Barragem de Capanda está a fornecer energia eléctrica a mais municípios
Fotografia: Afp

Os munícipes de Camabatela, município de Ambaca, têm desde terça-feira, energia eléctrica de forma ininterrupta fornecida a partir da barragem de Capanda, província de Malange. O novo sistema vai promover o desenvolvimento socioeconómico da região, que tem enormes potencialidades no âmbito da produção agro-pecuária.
Numa ronda efectuada pela Angop na circunscrição, os munícipes, sobretudo agentes comerciais, esperam que o investimento venha a contribuir para o surgimento de várias indústrias, criação de mais postos de trabalho e elevação das condições sociais básicas das populações.
Francisco Domingos Nvunda, proprietário de uma pensão, disse que com o abastecimento de energia eléctrica de forma ininterrupta ao município, o seu estabelecimento vê reduzidas as despesas mensais, que antes apresentavam custos elevados devido à compra de combustível para o abastecimento do gerador de energia eléctrica, muitas vezes adquirido no mercado da vizinha província do Uíge, que dista a mais de 60 quilómetros da sede municipal de Ambaca.
Domingas Adão diz que, com o fornecimento permanente de electricidade ao município, tem em vista a instalação de uma câmara frigorífica para a comercialização de produtos perecíveis, evitando assim que os munícipes tenham de recorrer à capital da província (Ndalatando) ou às províncias do Uíge e Malange afim de adquirirem produtos frescos.
O comerciante Mário Narciso, proprietário de uma empresa de refrigerantes, diz que com o abastecimento regular de corrente eléctrica, vai aumentar a comercialização de produtos, visto que antes tinha o seu comércio limitado devido ao uso de fontes alternativas (gerador).
A vila de Camabatela conta agora com energia eléctrica de forma efectiva após duas semanas de experiências, estando actualmente a beneficiar de infra-estruturas públicas, como a administração municipal de Ambaca, o hospital local, escolas, habitações destinadas aos médicos e funcionários públicos.
A instalação da corrente eléctrica proveniente da barragem de Capanda, localizada na província de Malange, está igualmente a permitir a iluminação pública da vila e bairros periféricos. O investimento consta do programa do Ministério da Energia que incluiu a construção de uma subestação no município do Lucala, Kwanza-Norte, destinada a receber a corrente eléctrica de Capanda.
O transporte de energia para a subestação de Maquela do Zombo está a permitir a distribuição de electricidade às regiões localizadas ao longo da linha de transporte, Pambos de Sonhi, Samba Cajú e Ambaca, Negage e Uíge. Com uma população estimada em 70.500 habitantes, Ambaca dista 180 quilómetros de Ndalatando, capital do Kwanza-Norte, e tem uma extensão territorial de 3.080 quilómetros quadrados.

Tempo

Multimédia