Províncias

Aumento de salas de aula no Cuanza Norte

Marcelo Manuel| Golome


Mais de dois mil alunos da província Cuanza Norte têm, a partir do próximo ano lectivo, acesso facilitado ao sistema normal de ensino, com a inauguração, ontem, de 42 salas de aula, pelo governador provincial, José Maria dos Santos.

Fundo de Apoio Social apoia as acções do Executivo na construção de infra-estruturas sociais como escolas e unidades sanitárias
Fotografia: Nilo Mateus

Construídas em algumas comunas dos municípios do Golungo Alto, Lucala, Cambambe e Samba Caju, as   salas de aula estão incluídas em seis escolas. As obras custaram 34.500.000,00 de kwanzas  e foram financiadas pelo Fundo de Apoio Social (FAS).
Além das escolas, o director provincial do Fundo de Apoio Social, Leonel da Silva, anunciou a construção, nos próximos dias, de dois novos postos de saúde.
O soba de Golome, António Mutabudi, disse que ao longo dos 14 anos de paz, a localidade conseguiu, pela primeira vez, dispor de um posto de saúde e de um centro de captação e tratamento de água potável, que beneficia cerca de duas mil pessoas.
A autoridade tradicional apelou aos responsáveis provinciais para envidarem esforços que visem montar um posto de transformação de energia eléctrica, por forma a permitir o início das aulas no período nocturno.

Serviços municipais


 O chefe dos serviços municipais da Educação de Samba Caju, Augusto Nvunda, disse que a região tem 66 escolas, das quais 223 de carácter definitivo e as aulas são asseguradas por 256 professores.
O director provincial da Educação do Cuanza Norte, Abel Sebastião, disse que com o alcance da paz,  o sector ganhou várias infra-estruturas escolares, dando outra dinâmica à formação técnica e profissional de quadros. Neste período, lembrou Abel Sebastião, foi possível construir escolas do primeiro ciclo em todas as comunas e de estabelecimentos do segundo ciclo do ensino secundário em todas as sedes municipais. A Escola Média de Enfermagem “Arminda Faria” e as escolas superiores Pedagógica e Politécnica de Ndalatando são outros ganhos apontados pelo responsável da Educação. A província tem 223 escolas de carácter definitivo, com 1.196 salas de aula e 3.893 professores.
Para a cobertura total das escolas existentes, a província do Cuanza Norte necessita de pelo menos mais  dois mil novos professores.
A localidade de Golome dista  cerca de três quilómetros da sede municipal de Samba Caju.

Tempo

Multimédia