Províncias

Autoridades de Quiculungo prevêem uma boa campanha

Mais cem hectares estão a ser preparados no município de Quiculungo, Cuanza Norte, para a campanha agrícola 2014/2015 com vista a reforçar  Programa de Combate à Pobreza e garantir a auto-suficiência alimentar das populações.

O chefe da Estação de Desenvolvimento Agrário (EDA) em Quiculungo, Pascoal José Panzo, disse que 30 hectares foram preparados de forma mecanizada e os restantes manualmente por agricultores organizados em cooperativas e associações de camponeses.
A par da preparação de terras, referiu, a EDA entregou aos camponeses para cultivo duas toneladas de sementes de feijão manteiga e algumas de milho.Para elevar os dos níveis de produção foi criada no município de Quiculungo uma estação técnica com dois campos de demonstração destinados à orientar os camponeses sobre as novas técnicas de produção. Neste ano agrícola o município de Quiculungo tem o registo de 3.760 agricultores distribuídos em nove cooperativas e 30 associações de camponeses empenhados na cultura do café, mandioca, banana, feijão, milho e amendoim.
Quiculungo, a 138 quilómetros de Ndalatando, capital da província, constituído por uma extensão territorial de 475 quilómetros quadrados, que compreende a sede municipal e 29 aldeias

Tempo

Multimédia