Províncias

Autoridades preocupadas com docentes

O município de Ambaca, no Cuanza Norte, necessita de mais  quatrocentos  professores para os diferentes níveis de ensino, revelou na sexta-feira à Angop o chefe de Repartição da Educação.

Daniel Vilaco esclareceu que deste número de professores 40 são para o segundo ciclo, 56 para o primeiro ciclo e 280 para o ensino primário. “A situação tornou-se mais difícil a partir do ano passado com a passagem à reforma de 15 professores e falecimentos de outros”, adiantou para acrescentar que outros 31 solicitaram  a sua reforma.
Para minimizar as dificuldades, muitas turmas albergam mais de 80 alunos matriculados, o que, disse, cria muitos constrangimentos aos professores. />Daniel Vilaco defendeu a descentralização dos concursos públicos de admissão de novos professores para evitar que muitos, depois de admitidos, acabem por se transferir para as suas áreas de origem.
Este ano lectivo no município de Ambaca, que tem  76 escolas,  totalizando 209 salas de aulas e 353 professores, foram matriculados 16.463 alunos nos diferentes subsistemas.
Autoridades querem continuar com a consgtruir  mais escolas para a inserir mais alunos  no sistema de ensino.

Tempo

Multimédia