Províncias

Banga contrói dispensário para controlar as endemias

O município da Banga, no Kwanza-Norte, vai passar a dispor, até Novembro deste ano, de um dispensário destinado ao tratamento de grandes endemias, informou o chefe da Repartição Municipal da Saúde da região.

Cardoso Manuel Seme disse à Angop que no dispensário vão ser tratadas endemias como a tuberculose, doença do sono e lepra. Actualmente, os pacientes diagnosticados com estas patologias são transferidos para Ndalatando, capital da província, ou para os municípios de Quiculungo e Lucala, para o devido tratamento.  O centro está a ser construído no âmbito do Programa de Municipalização dos Serviços de Saúde e de Aproximação dos Serviços Sociais Básicos à população.
O empreendimento vai ocupar uma área de 144 metros quadrados e vai possuir sala de internamentos, laboratório de análises clínicas, sala para o pessoal médico, refeitório, cozinha, casas de banho e reservatório de água. Assistência médica e medicamentosa vai ser melhorada.O município da Banga possui uma população calculada em cerca de dez mil habitantes, distribuídos pelas comunas de Caculo Cabaça, Cariamba, Aldeia Nova e sede municipal.

Tempo

Multimédia