Províncias

Bens de primeira necessidade para reclusas

André Brandão | Ndalatando

As mulheres detidas na cadeia de Ndalatando, na província do Kwanza-Norte, receberam bens diversos, oferecidos pelo secretariado provincial da Organização da Mulher Angolana (OMA). A doação engloba sabonetes, lençóis, cobertas, fraldas descartáveis, arroz, massa alimentar, sabão, óleo e refrigerantes.

Além de produtos alimentares a Organização da Mulher Angolana doou fraldas descartáveis
Fotografia: Santos Pedro

As mulheres detidas na cadeia de Ndalatando, na província do Kwanza-Norte, receberam bens diversos, oferecidos pelo secretariado provincial da Organização da Mulher Angolana (OMA). A doação engloba sabonetes, lençóis, cobertas, fraldas descartáveis, arroz, massa alimentar, sabão, óleo e refrigerantes.
Depois de visitarem a ala feminina, as militantes da OMA foram informadas sobre as condições de internamento das reclusas, que beneficiam de educação escolar até à oitava classe.
A secretária provincial da OMA, Santa Simão Pedro, disse que a organização feminina do MPLA agendou outras visitas e entrega de bens diversos às reclusas.
Em nome das reclusas, Augusta Pedro agradeceu o gesto da OMA, particularmente no mês dedicado à mulher angolana, assinalando que as reclusas são parte integrante da sociedade, apesar de terem cometido algum crime. A Comarca do Kwanza, na cidade de Ndalatando, tem 437 reclusos, com 329 condenados, dos quais dez são do sexo feminino, que têm beneficiado de apoio diverso.

Tempo

Multimédia