Províncias

Cambambe aumenta produção de energia

André Brandão| Cambambe

A barragem de Cambambe, na província do Kwanza-Norte, vai produzir 260 megawatts, quando terminarem as obras de reabilitação e modernização da "central número um" em 2012, constatou o JA durante a apresentação do projecto. Actualmente a central hidroeléctrica produz 180 megawatts.

O projecto de modernização da barragem de Cambambe visa melhorar o fornecimento de energia eléctrica ao Kwanza-Norte e arredores
Fotografia: André Brandão| Ndalatando

A barragem de Cambambe, na província do Kwanza-Norte, vai produzir 260 megawatts, quando terminarem as obras de reabilitação e modernização da "central número um" em 2012, constatou o JA durante a apresentação do projecto. Actualmente a central hidroeléctrica produz 180 megawatts.
O projecto de reabilitação e modernização da "central um" consiste na substituição dos quatro grupos geradores, dois dos quais se encontram fora de serviço e a primeira turbina vai fornecer energia a partir de Junho de 2011. A segunda entra em funcionamento em Outubro do mesmo ano.
Actualmente decorrem trabalhos de montagem do "grupo número um", consubstanciados na instalação da bobine fora da cavidade de funcionamento e a fixação dos anéis de desgaste na estrutura de serviço.
Até à data, foram montados os novos armários e painéis de controlo, faltando a instalação do sistema de monitorar os equipamentos, a acontecer ater ao fim do mês. Os técnicos estão a remover a turbina número três, por apresentar alguns componentes destruídas, em consequência de uma avaria grave que provocou a sua completa paralisação antes do início das obras.
Os novos grupos geradores, em instalação, estão dotados de uma capacidade para produzir 67 mega-watts de energia cada e vão ultrapassar os 45 megawatts produzidos actualmente.
A segunda fase do projecto consiste na ampliação da barragem e arranca em Janeiro de 2011, com a construção da segunda central eléctrica, com capacidade para produzir 700 megawatts.
A nova central está dotada de quatro grupos geradores, com capacidade de 175 megawatts cada, e fica concluída em 2014. A terceira fase, ainda sem acordo de execução entre a empreiteira Odebrecht e o Executivo, inclui a elevação do muro da barragem de 102 para 132 metros, visando um maior aproveitamento do curso das águas do Kwanza.
O projecto de modernização da barragem de Cambambe, iniciado em Março de 2009, insere-se no programa do Executivo consignado em Janeiro do mesmo ano, às empresas "Elecnor" e "Odebrecht".  A empreitada de modernização da barragem de Cambambe, envolve ainda o consórcio alemão "VOITH", encarregado do fornecimento de turbinas, a "ALSTON", empresa francesa do fornecimento de geradores, e a "ENGEVIX", empresa brasileira de engenharia eléctrica. A barragem de Cambambe foi construída entre os anos de 1958 e 1962 e actualmente funciona com quatro grupos geradores, com capacidade para 45 megawatts cada, dois dos quais estão fora de serviço desde o ano passado.

Tempo

Multimédia