Províncias

Casos da doença estão a diminuir no Kwanza-Norte

Manuel Fontoura | Ndalatando

O supervisor do programa de combate à tuberculose, Barros Pegado, garantiu ao Jornal de Angola que os casos da doença tendem a baixar no Kwanza-Norte.

O supervisor do programa de combate à tuberculose, Barros Pegado, garantiu ao Jornal de Angola que os casos da doença tendem a baixar no Kwanza-Norte.
De Janeiro a Setembro deste ano registaram-se menos de 600 casos, quando no mesmo período do ano passado se verificaram 681.
Segundo Barros Pegado as autoridades sanitárias têm-se esforçado por melhorar as condições existentes nos hospitais, centros de saúde e postos médicos, para a erradicação completa da tuberculose, nos dez municípios da província.
“Temos em carteira um projecto de expansão e melhoria dos serviços de diagnóstico e tratamento da tuberculose, com o envolvimento das administrações municipais e parceiros sociais”, adiantou.
Numa primeira fase, vão ser reabilitados sete hospitais nos municípios do Cazengo, Ambaca, Cambambe, Golungo Alto, Quiculungo, Lucala e Samba Cajú, que já beneficiam de acções do programa de combate à tuberculose.
Para já, o programa apenas funciona nos municípios do Cazengo, Cambambe e Lucala, enquanto os restantes deixaram de notificar casos de tuberculose, devido às obras de reabilitação dos respectivos hospitais. Barros Pegado apontou os municípios do Cazengo, Golungo Alto e Quiculungo como os mais endémicos.

Tempo

Multimédia