Províncias

Casos de violência tendem a aumentar

André Brandão | Ndalatando

Mais de duzentos casos de transgressão à boa conduta familiar foram registados no primeiro semestre de 2015 na província do Cuanza Norte, revelou, ontem,  na cidade de Ndalatando,  a  Direcção Provincial da Família e Promoção da Mulher, no seu relatório semestral.

A Direcção da Família e Promoção da Mulher no Cuanza Norte está preocupada com o aumento de casos de incumprimento com mesadas, abandono do lar, ofensas morais e corporais graves e simples e acusações de feitiçaria, refere o relatório, que especifica que  187 casos tiveram solução na sala da família da instituição e 23 foram transferidos para a Procuradoria-Geral da República (PGR) do Cuanza Norte e um para os Serviços de Investigação Criminal. />No mesmo período, segundo o relatório semestral da Direcção Provincial da Família e Promoção da Mulher no Cuanza Norte, houve 82 incumprimentos com mesadas, 41 abandonos de lar, 32 ofensas morais, 23 ofensas corporais, nove conflitos laborais, quatro espancamentos, três privações de bens e duas ameaças de morte. A Direcção Provincial da Família e Promoção da Mulher continua a sensibilizar a população no sentido de pautar pelo diálogo.

Tempo

Multimédia