Províncias

Centenas de casas construídas na cidade

André Brandão|Ndalatando

Cerca de 200 fogos habitacionais, enquadrados nos programas de Investimento Público e de Combate à Pobreza do município de Cazengo, província do Cuanza-Norte, vão erguidos dentro dos 18 meses.


Para dar início às obras, o vice-governador para o sector Político e Social, José Alberto Kipungo, e o PCA da Imogestin, Rui Cruz, procederam à colocação da primeira pedra para edificação das casas.
José Alberto Kipungo disse que a construção das moradias faz parte de um conjunto de acções para ajudar a colmatar a minimizar a carência de habitações nas entre a população, particularmente entre os jovens.
O PCA da Imogestin, Rui Cruz, explicou que a consignação do projecto de urbanização do município de Cazengo se consubstancia na construção de 14 edifícios isolados de quatro pisos, com um total de 176 apartamentos da tipologia T3, dez lojas, posto de saúde e respectivas infra-estruturas sociais.
O assessor de comunicação e imagem da imobiliária, Mário Guerra, avançou que a construção da primeira fase do projecto habitacional de Cazengo, localizado no bairro Quitata, vai dispor ainda com 12 espaços comerciais, uma escola primária e outra secundária e postos policial e médico.
O projecto habitacional contará igualmente com uma unidade de bombeiros, estação de tratamento de água residuais, além de outros serviços. Mário Guerra referiu que o investimento tem um valor de três mil e 800 milhões de kwanzas, devendo criar cerca de 150 postos de trabalho directos.

Tempo

Multimédia