Províncias

Centenas de licenciados para o mercado do trabalho

André Brandão | Ndalatando

Os primeiros 500 licenciados, formados na Escola Superior Pedagógica do Cuanza Norte,  no Kilombo,  na especialidade de Biologia, Química, Matemática, Ensino Primário, Física, Português, Inglês e Francês receberam, no sábado, os seus certificados de fim de curso. 

Dos 500 quadros licenciados, 111 são de Biologia, 103 em Química, 91 em Matemática, 89 no Ensino Primário e 54 em Língua Portuguesa. Fazem ainda parte 36 em Física, 10 no curso de Inglês e seis de Francês.
Entre 2009 a 2012, a Escola Superior Pedagógico lançou para o mercado do trabalho quatro gerações com o grau de bacharel, num total de 1.492 pessoas, nos cursos de Educador de infância, Física, Matemática, Química, Biologia, Língua Portuguesa, Francesa e Inglês 
O ministro do Ensino Superior, Adão do Nascimento, felicitou o Governo Provincial do Cuanza Norte, por tudo que tem feito na perspectiva de melhorar a qualidade do ensino superior na província. Adão do Nascimento pediu ao  Governo do Cuanza Norte para admitir, na instituição do ensino superior, docentes universitários com formação académica diferenciada e com maior tempo integral, ou seja, que estejam integrados exclusivamente na Escola Superior Pedagógica. Em relação aos novos cursos, o ministro disse ser necessário  haver boas infra-estruturas para comportar os serviços de que instituição precisa.
O vice-governador provincial para o sector Político e Social, José Alberto Kipungo, considerou o acto como  o corolário de um árduo caminho empreendido pela direcção da Escola Superior Pedagógica.
José Alberto Kipungo espera que os novos licenciados valorizem ao máximo o investimento do Executivo, que tudo fez para que este grupo pudesse concluir a formação superior. Com isso, acrescentou, o Governo está a procurar suprir as insuficiências da expansão do ensino superior e a garantir o bom funcionamento das instituições académicas do  país.

Tempo

Multimédia