Províncias

Cidade de Ndalatando acolheu seminário sobre comércio dos produtos petrolíferos

Manuel Fontoura | Ndalatando

O país clama por mais parques de armazenagem de produtos petrolíferos, instalações de enchimento de garrafas e postos de revenda de gás e de petróleo iluminante em todo o território nacional, apesar dos investimentos que estão a ser feitos pelas companhias Sonangol, Sonagalp e Pumangol.

Vários empresários participaram no seminário
Fotografia: Nilo Mateus | Ndalatando

O país clama por mais parques de armazenagem de produtos petrolíferos, instalações de enchimento de garrafas e postos de revenda de gás e de petróleo iluminante em todo o território nacional, apesar dos investimentos que estão a ser feitos pelas companhias Sonangol, Sonagalp e Pumangol.
Esta é uma das principais conclusões de um seminário sobre licenciamento das actividades de distribuição e comercialização de derivados de petróleo realizado na cidade de Ndalatando, província do Kwanza-Norte. Para viabilizar o surgimento de novos postos de abastecimento e infra-estruturas de distribuição em todo o território nacional, o seminário recomendou aos governos provinciais a inclusão, nos seus planos directores de urbanização e desenvolvimento, de áreas para esse efeito e facilitar o acesso dos agentes interessados neste segmento de negócios.
Os agentes envolvidos na distribuição do gás de cozinha foram convidados a observarem escrupulosamente a legislação sobre os preços, evitando a especulação, bem como as normas de higiene e segurança.
 Por outro lado, a população da cidade de Ndalatando foi sensibilizada para a aquisição de produtos derivados do petróleo apenas nos agentes licenciados, seguindo orientações do Ministério dos Petróleos, governos provinciais e companhias petrolíferas.

Tempo

Multimédia