Províncias

Comunas de Ambaca melhoram serviços públicos

Kátia Ramos | Ambaca

As comunas do Tango, Luinga, Mawa e Bindo, do município de Ambaca, no Kwanza-Norte, vão beneficiar este ano de 400 milhões de kwanzas, para a implementação de vários projectos sociais e económicos, visando a melhoria dos serviços públicos.

Vista parcial da sede municipal de Ambaca que está a ganhar uma nova imagem no âmbito do programa do Executivo de desenvolvimento rural
Fotografia: Nilo Mateus |Ambaca

A garantia foi dada por José Rank Frank, administrador municipal de Ambaca, durante a realização da primeira reunião do conselho de auscultação social. Não ocasião, revelou que o programa de investimentos públicos referente a 2013 vai dar prioridade aos sectores da Educação e Saúde, por terem grande impacto na sociedade.
O município tem nove unidades sanitárias, com 23 enfermeiros. A maior dos centros possui consultório médico, salas de parto e assistência às gestantes, consultas externas e tratamento de doenças correntes, como malária, febre tifóide, sarna, diarreia,
bronquite e sarampo. Para a cobertura sanitária de Ambaca, são necessários mais 45 técnicos.
A nível da educação, o município de Ambaca conta com 80 escolas e mais de 200 professores, que enquadram 13.700 alunos do ensino primário ao segundo ciclo.
Nos últimos dois anos, houve um aumento de duas mil matrículas, na sequência da recuperação e construção de 15 escolas. Para breve, está prevista a construção de uma escola na localidade de Talambanza, periferia de Camabatela, e a instalação de um reservatório de água de 10.000 litros na escola 384 da sede municipal.
A reabilitação da residência do administrador do Luinga e a execução da primeira fase de reabilitação do Palácio Municipal de Ambaca também figuram entre as prioridades deste ano.
No ano passado, foram construídos centros de captação, tratamento e distribuição de água no Tango, Luinga e Mussabo. “As zonas do Tango e Kissunga foram contempladas com água ao domicílio e a construção de chafarizes, com lavandarias, em projectos orçados em 165 milhões de kwanzas”, revelou o administrador municipal.
José Rank Frank disse que a administração municipal vai, no presente ano, prestar uma atenção especial aos projectos de inclusão social dos deficientes físicos, assim como ao fornecimento regular de meios agrícolas e ao fomento do cooperativismo e associativismo.

Investimentos públicos

José Rank Frank salientou que o programa de investimentos públicos para este ano está repartido em 12 eixos, com destaque para os cuidados primários de saúde, que prevê a formação de agentes comunitários, o desenvolvimento da luta anti-larval para a prevenção do paludismo e o reforço das campanhas de vacinação, com valores que rondam os 38 milhões de kwanzas. A nível das infra-estruturas, acrescentou o administrador José Rank Frank, está prevista a colocação de asfalto nas ruas da sede municipal e instalação de pára-raios em edifícios públicos, no valor 10 milhões de kwanzas. No município, está em curso a construção de 200 fogos habitacionais, numa área com mais de 50 hectares. Noutro terreno da localidade de Fuma, a dez quilómetros da sede municipal, estão a ser edificadas 50 casas sociais, em regime de auto-construção. No sector da Hotelaria e Turismo, referiu, o município de Ambaca dispõe de dois hotéis e três pensões, com 39 quartos, e a rede comercial integra 10 estabelecimentos.

Tempo

Multimédia