Províncias

Decanos tomam posse no Dundo

Armando Sapalo | Dundo

O reitor da Universidade Lueji A’Nkonde (ULAN), Carlos Yoba, exortou segunda-feira, na cidade do Dundo, os estudantes a darem um maior contributo nas acções de funcionamento e consolidação das actividades escolares e de extensão universitária voltadas aos problemas sociais que as comunidades enfrentam.

Decanos da Universidade Lueji A’Nkonde tomaram posse e prometem dar nova dinâmica para o aumento da qualidade do ensino superior
Fotografia: Armando Sapalo | Dundo

Carlos Yoba, que falava durante a tomada de posse das direcções das distintas unidades orgânicas da universidade, sublinhou o importante papel dos estudantes nas políticas do Governo tendentes à redução da pobreza no seio das famílias.
O académico defendeu que os estudantes devem junto das direcções das instituições de ensino superior apresentar projectos de trabalhos socialmente úteis.
Os referidos trabalhos visam fundamental ajudar a população a vencer os problemas que ainda enfrentam, com destaque para os perigos que a malária e a falta de saneamento básico representam, gravidez precoce, consumo exagerado de bebidas alcoólicas e a importância da prevenção rodoviária.
O reitor da ULAN considera que a comunidade estudantil a nível do sistema de ensino superior deve também promover iniciativas e acções viradas na orientação escolar e familiar das pessoas, sobretudo de jovens. Carlos Yoba disse que a existência de centros de investigação científica nas unidades orgânicas da ULAN afigura-se importante, principalmente no auxílio e preparação dos estudantes para a realização de pesquisas de carácter científico e permitir ajudar na resolução dos problemas sociais das comunidades.
Além disso, o reitor disse que os centros de investigação científica, devem igualmente esmerar-se não só nas actividades de pesquisa científica, mas também de realização de cursos de longa duração para os docentes, funcionários e comunidade em geral. No domínio da investigação científica, Carlos Yoba deu a conhecer que a ULAN criou, em 2012, os centros de Estudos e Desenvolvimento Social (CEDES), na Lunda Norte, e o de Informação de Medicamentos e Toxicologia (CIMETOX), em Malanje.
Entre as linhas de pesquisa do Centro de Estudos e Desenvolvimento Social, o reitor explicou que tem tarefa principal a promoção de estratégias científicas que visam assegurar a orientação profissional e vocacional nos alunos das escolas do II ciclo do ensino secundário.
A educação da mulher, preservação ambiental, importância da Língua Portuguesa como património nacional e o papel das tecnologias de informação e comunicação no reforço das políticas de inclusão social fazem parte da missão do CEDES.
Quanto ao CIMETOX, explicou que o centro que tem feito a caracterização eficiente sobre o conhecimento da toxicologia na educação médica em Angola. Carlos Yoba salientou que são centros científicos que estão em funcionamento, estando a instituição a pensar em novos projectos para elevar a credibilidade da universidade em vários domínios e ajudar a comunidade académica a participar na implementação das políticas públicas do Executivo. O académico acrescentou que, no âmbito da relação universidade e comunidade, no ano passado, foi criado o Centro de Investigação Cientifica e Assessoria Jurídica, adstrita à Faculdade de Direito, no Dundo.

Novos decanos

O reitor da ULAN considerou que a tomada de posse dos novos decanos das unidades orgânicas da universidade é um acto que consolida de forma coerente as conquistas alcançadas durante a sua existência como sistema de ensino. A alternância funcional de quadros nos diferentes centros do saber enaltece o espírito de consolidação da democracia, intercâmbio cultural, coexistência étnica e o profundo conhecimento da realidade do país, salienta.
Carlos Yoba reconhece que o Executivo investe avultadas somas em dinheiro para garantir a formação de quadros necessários para o país, tanto no interior como no exterior, um mecanismo forte para dar solução dos inúmeros problemas que a população ainda vive.
Por isso, o reitor pediu aos novos decanos para a necessidade de imprimirem uma nova dinâmica no funcionamento das instituições, uma vez que as universidades devem assumir a responsabilidade de formar outros quadros nacionais, com um profundo sentido de patriotismo e personalidade enraizada nos usos e costumes do povo angolano.

Resultados da formação

A missão da formação de quadros nacionais, a nível da Quarta Região Académica ficou patente com a graduação de 42 médicos pela Faculdade de Medicina de Malanje, 228 na Escola Superior Pedagógica da Lunda Norte e 270 outros de diferentes especialidades na Escola Superior Politécnica da Lunda Sul, frisou Carlos Yoba.
O reitor garantiu que a ULAN compromete-se em continuar a promover políticas eficazes que contribuam para a melhoria do seu funcionamento e concretização do Plano Nacional de Formação de Quadros.
Foram empossados André Pedro Neto para o cargo de decano da Faculdade de Medicina de Malanje, Kiombo Jean Marié, para as Faculdades de Economia, Adalberto Luacuti, para a de Direito, Domingos Maiato,  Escolas Pedagógica da Lunda Norte, e Jorge Dias Veloso, para a Escola Superior Politécnica desta última província.

Tempo

Multimédia