Províncias

Defendida execução de obras com qualidade na província

Manuel Fontoura | Ndalatando

As empresas responsáveis pela adjudicação de obras do programa “Água para Todos”, na província do Cuanza Norte, passam a ser rigorosamente fiscalizadas para se evitar que as infra-estruturas sejam mal executadas, resultando em enormes prejuízos ao erário público.

Fotografia: JAimagens

A ideia foi defendida na quarta-feira, durante a reunião do Conselho Provincial de Auscultação e Concertação Social do Cuanza Norte, orientado pelo governador provincial, José Maria Ferraz dos Santos, que sublinhou ser fundamental a execução de obras de qualidade e com capacidade de resolução dos problemas da população.
José Maria Ferraz dos Santos disse que é importante que se faça uma campanha de sensibilização da população, de modo a tornar receptiva a obrigatoriedade do pagamento do consumo de água canalizada nos domicílios.
Durante o encontro, os membros do conselho tomaram conhecimento do Orçamento Geral do Estado da província para o exercício económico 2017 e das preocupações da Associação Nacional dos Cegos e Ambliopes de Angola. Com base neste pressuposto, o governador provincial orientou as áreas afins no sentido de promoverem a inserção socioprofissional e académica das pessoas portadoras de deficiência visual e manifestou preocupação em relação à prevenção de ocorrência de doenças que causam a cegueira.
O Conselho de Auscultação e Concertação Social foi informado sobre a segurança pública, tendo sido considerada tranquila. Os membros encorajaram a cultura de denúncia, de modo a   colaborarem com as autoridades policiais na prevenção, descoberta e esclarecimento de crimes.
De igual modo, recomendaram às autoridades policiais o reforço das acções de fiscalização em viaturas e outros, para prevenir a circulação ilegal de armas de fogo.
Os membros enalteceram a prestação de serviço das forças policiais durante a quadra festiva e reconheceram um sentimento generalizado de segurança de pessoas e bens no território da província.Os participantes à reunião felicitaram os órgãos do Governo, administrações municipais, parceiros e população em geral, pela maneira ordeira, cívica e participativa nas celebrações do acto central do 11 de Novembro.

Tempo

Multimédia