Províncias

Descobertos novos casos

Kátia Ramos | Ndalatando

Um total de 350 novos casos de cancro da mama foram diagnosticados, desde o mês de Janeiro, pelo núcleo provincial de oncologia do Hospital Geral do Kwanza-Norte, afirmou ontem ao Jornal de Angola o supervisor provincial Francisco Cahango.

Os casos de cancro do colo uterino, da mama e situações relacionadas com o cancro da próstata são frequentes nos últimos tempos.
Durante este ano, mais de 400 consultas foram efectuadas no centro provincial de oncologia, com o rastreio e determinação de nódulos. Os casos graves são encaminhados para o Centro Nacional de Oncologia. O núcleo provincial de oncologia transferiu para Luanda 14 dos casos de cancro determinados, do total de 350. Foram igualmente transferidos para Luanda dez casos graves de próstata, registados em indivíduos com idade compreendida entre 40 e 62 anos, os quais apresentavam problemas de insuficiência renal e de micção. />“Ainda está por se determinar a causa real do cancro da mama, mas o uso excessivo de bebidas alcoólicas, tabaco, falta de higiene íntima e a exposição ao sol contribuem para o surgimento da doença”, disse Francisco Cahango que anunciou, para em breve, a construção de centros de oncologia nos municípios de Cambambe e Ambaca.  A província dispõe actualmente do núcleo que funciona em Ndalatando e conta com os préstimos de cinco enfermeiros, dos quais dois especialistas em citologia vaginal. A maior dificuldade do centro é a falta de viaturas para atingir todos os municípios.   

 
 

Tempo

Multimédia